Jorge Santos mostra-se descontente com preços de passagens da TAP

21/09/2021 20:32 - Modificado em 21/09/2021 20:32

O Ministro das Comunidades, Jorge Santos, considera abusivo o preços das passagens praticados pela Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) nas ligações de Cabo Verde a Portugal e outros países que acolhem a vasta Diáspora cabo-verdiana.

Jorge Santos, que se encontra em digressão pela Europa para encontros com a comunidade Cabo-verdiana na Diáspora, pediu à companhia portuguesa que analise a situação e seja mais solidária em tempos de pandemia.

“Apelamos à TAP, como empresa pública, para analisar esse mercado. As dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19 demonstram que temos que ser mais solidários. Temos que fazer negócios, mas temos que ser racionais e solidários. Os preços praticados pela TAP neste momento na ligação com as nossas comunidades são proibitivos. Temos que denunciar essa situação e apelar as autoridades portuguesas e à TAP para analisarem esta situação”, afirmou o governante.

Com estas dificuldades criadas pelo drástico aumento dos preços, Jorge Santos considerou que os cabo-verdianos estão ansiosos pela reentrada da  TACV como empresa de bandeira nacional. “Estão com esperança no sucesso dessa empresa que já foi reconstituída, nacionalizada e cujo Concelho de Administração tem seis meses para pôr os aviões a voarem e ligar os principais centros de distribuição da diáspora cabo-verdiana”.

As declarações de Jorge Santos sobre a mobilidade externa dos cabo-verdianos foram prestadas na sequência de uma deslocação à Holanda, Bélgica, Luxemburgo e Portugal.

  1. Tchico

    Disparate deste Senhor Jorge Santos. Acabaram com a TACV e agora anda a fingir que reclam do preco. Vai catar minhocas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.