Familiares do jovem “Tarik” assassinado em Ribeira de Craquinha pedem justiça

17/09/2021 23:15 - Modificado em 17/09/2021 23:15
| Comentários fechados em Familiares do jovem “Tarik” assassinado em Ribeira de Craquinha pedem justiça

Os familiares e amigos do jovem Daricson Delgado, “Tarik”, como era conhecido, realizaram uma marcha silenciosa de repúdio ao assassinato em Ribeira de Craquinha, São Vicente, esta sexta-feira, 17 setembro, pedindo justiça e mais respeito pela integridade das pessoas.. Em causa está a medida de coação aplicada ao alegado agressor que vai ficar a aguardar o julgamento em liberdade.

Esta decisão do Tribunal da Comarca de São Vicente deixou os familiares e amigos do jovem descontentes que realizaram uma marcha desde da residência dos familiares do jovem em Ribeira de Craquinha até ao Palácio da Justiça, passando por Monte Sossego, para depois se reuniram durante algum tempo até serem mandados dispersar pela Polícia Nacional.

Romina Delgado diz que o seu irmão foi morto, e até hoje, a família não sabe bem os motivos. “O agressor disse que foi uma briga, mas pelo que as testemunhas dizem, “Tarik” não fez nada ao agressor”, mas a juíza achou que este agiu em legítima defesa, e por isso está em liberdade, a viver a sua vida descontraída, enquanto o meu irmão está debaixo da terra”, desabafa esta jovem emocionada

Mais desrespeitoso, afirmou ela foi a libertação do agressor no dia do enterro do seu irmão. “Ele não merecia morrer assim”.

O reduzido grupo de manifestantes, constituído por irmãos, primos e alguns amigos mais próximos, empunharam cartazes pedindo mais respeito, mais justiça. De realçar um dístico com anunciando “Não queremos guerra com ninguém, uma mensagem, segundo Romina Delgado, dirigida aos familiares dos agressores que tem perturbado os seus familiares com provocações e insultos.

Durante o protesto em frente ao Tribunal instituição de justiça, o trânsito estava parado no local, já que os participantes resolveram ficar no meio da estrada bloqueando a passagem dos carros em frente ao Tribunal, por bom tempo.

Esta situação acabou por se resolver com a chegada da Polícia Nacional que os alertou sobre a necessidade de continuarem a se manifestarem, a 100 metros da instituição, como manda a lei.

Daricson Delgado tinha 33 anos e foi vítima de uma agressão mortal em Ribeira de Craquinha.

Decisão do tribunal

Apresentação periódica, obrigação de não se ausentar da ilha e a não frequentar a zona onde ocorreu o crime, foi a medida de coação imposta pelo Tribunal da Comarca de São Vicente ao suposto responsável pela morte do jovem Daricson Delgado, de 33 anos, no bairro da Ribeira de Craquinha, no passado sábado (4), por volta das 23h00.

Apesar da gravidade da ação que tirou a vida ao jovem, a juíza do 1ºJuízo crime da Comarca decidiu que o agressor vai responder em liberdade, contrariando o pedido do Ministério Público, que tinha pedido a prisão preventiva em virtude de considerar que houve violência excessiva, como declaram as testemunhas.

Segundo alegou o autor da agressão, a vítima mortal tinha ido a casa em busca de uma arma e depois avançou na sua direção, sendo obrigado a arremessar-lhe o ferro de grelha que o atingiu. Na sequência da briga, este tentou afastá-lo com o braço na garganta, mas acabou por fazer muita força, ao ponto da vítima desfalecer. Segundo afirmou, não houve intenção de matar e este parece ter sido o entendimento da juíza que não optou pela medida mais gravosa de coação.

O Caso

Daricson Delgado tinha 33 anos e segundo informações prestadas pela prima Idilene Pires, ouvida pela RCV, na altura do ocorrido, as testemunhas no local disseram que não houve uma discussão entre a vítima e o suposto agressor.

“O pessoal que no momento estava na rua contou que eles não discutiram, foi tudo muito rápido (…) quando fui ter com ele já o encontrei caído. Perguntei às pessoas o que havia acontecido e disseram-me que ele tinha sido agredido com um ferro de grelha e asfixiado”, detalhou esta testemunha.

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.