Associação Amigos da Natureza com projecto para transformar a atividade da carne de ruminantes

8/09/2021 15:52 - Modificado em 8/09/2021 15:52

 A “Estruturação da cadeia produtiva da carne de ruminantes nas ilhas de São Vicente e Santo Antão,” é um novo projeto a ser concretizado pela Associação Amigos da Natureza que conta com um financiamento de 200 mil dólares concedido pela Agência Regional da Agricultura e Alimentação da CEDEAO (ARAA-CEDEAO). O acordo de financiamento foi assinado esta manhã em S. Vicente.

O mesmo será executado no período de 24 meses e segundo Aguinaldo David, presidente da Associação dos Amigos da Natureza, o grande desafio será o de “organizar a Cadeia de Valor da Carne de Ruminantes, transformando a atividade numa importante base económica, quer nas zonas de sequeiro como nas zonas de regadio, empoderando os pequenos produtores”.

Para além da apresentação do projecto, a AAN organizou uma mesa redonda para dar a conhecer a importância do sector, que tem um papel importante na ocupação das pessoas no campo, mas também na segurança alimentar.

Neste quadro o projeto visa contribuir para a organização da cadeira produtiva de ruminantes de corte, com ênfase para os pequenos ruminantes (caprinos e ovinos), aumentando a produtividade dos sistemas de produção tradicionais, a qualidade agregando valor à carne e as formas de comercialização nas Ilhas de S. Vicente e Santo Antão, Cabo Verde.

Como explicou Aguinaldo David, este projeto pretende também melhorar as capacidades institucionais enquanto estrutura de enquadramento e apoio da pecuária familiar melhorada de ruminantes nestas duas ilhas.

Os resultados e impactos pretendidos são a “valorização e o fortalecimento dos sistemas de exploração da pecuária familiar de ruminantes, com ênfase para os pequenos ruminantes através do melhoramento genético das raças locais, da capacidade de gestão dos criadores beneficiários”.

Também estão contemplados  “melhoria da alimentação e do maneio das explorações, enquanto meio para combater a pobreza no meio rural e criar oportunidades socioeconómicas para que as famílias melhorem as suas condições de vida e incentivem a economia local”.

Para a sua execução, o projecto conta com as parcerias das Associações de Criadores de S. Vicente e Santo Antão, do Ministério da Agricultura Ambiente (MAA) através das suas delegações regionais e da Câmara Municipal de S. Vicente.

Elvis Carvalho

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.