Nos primeiros seis meses de 2021, o INPS gastou 41,7 milhões de escudos em Subsidio de desemprego

7/09/2021 00:30 - Modificado em 7/09/2021 00:30
| Comentários fechados em Nos primeiros seis meses de 2021, o INPS gastou 41,7 milhões de escudos em Subsidio de desemprego

Nos primeiros seis meses de 2021, o INPS gastou 41,7 milhões de escudos com a atribuição de subsídios de desemprego, de acordo com o relatório do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) relativo a junho deste ano, que atualizou igualmente os dados dos meses anteriores, Cabo Verde tinha naquele mês 172 mulheres e 163 homens a beneficiar do subsídio de desemprego.

O número de beneficiários de subsídio de desemprego em Cabo Verde caiu para 335 em junho, o valor mais baixo desde o início da pandemia de covid-19, segundo os mesmos dados.

E por ser a ilha turística do país, setor que está praticamente parado desde o início da pandemia de covid-19, a a ilha do Sal continuava a ser a mais afetada, com mais de metade (189) dos trabalhadores a receber subsídio de desemprego.

 E em junho, segundo a mesma fonte havia 335 trabalhadores com subsídios de desemprego, sendo que em abril, 529 e 480 em maio compara com os 1.183 em junho de 2020, já com os efeitos económicos da pandemia, registo que subiria ainda até ao pico de 1.253 em julho também do ano passado.

Nos primeiros seis meses de 2021, o INPS gastou 41,7 milhões de escudos (377 mil euros) com a atribuição de subsídios de desemprego.

De acordo com os mesmos dados, de 01 de abril a 31 de dezembro de 2020 foram atribuídos 1.947 subsídios de desemprego em todo o arquipélago, no valor global de quase 110 milhões de escudos.

Desse total, 810 subsídios de desemprego foram atribuídos na ilha do Sal (41,6%), fruto da ausência de turismo, devido às restrições impostas com a pandemia de covid-19.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.