HBS quer mudar atendimento público com formação em inteligência emocional

30/08/2021 01:16 - Modificado em 30/08/2021 01:26
| Comentários fechados em HBS quer mudar atendimento público com formação em inteligência emocional

Cerca de 75% da população cabo-verdiana considera o atendimento público negativo e nos hospitais, onde se espera um atendimento melhor, devido a situação de fragilidade do momento, não fica para trás. Nesse sentido, o Hospital Baptista de Sousa em São Vicente, realiza uma formação recorrendo as ferramentas de inteligência emocional, de forma a melhor o atendimento na instituição.

O sociólogo Nuno Melicio formador neste programa disse que num universo de 600 trabalhadores do hospital, cerca de 130 pessoas já passaram pelo programa de capacitação, como médicos, enfermeiros, pessoal técnico e auxiliar, em matérias como o auto conhecimento, auto controle, a empatia e também sobre a administração de conflitos, de forma a implementar um maior atendimento hospitalar.

“A intenção é a melhoria do atendimento hospitalar e também criar um poder pessoal nos trabalhadores, porque as pessoas aqui, muitas vezes têm um poder posicional e esse poder muitas vezes, torna algumas pessoas arrogante e prepotente no atendimento e, sem esse poder posicional, as pessoas muitas vezes desmorram” explicou Nuno Melicio que quer ainda ajudar as pessoas a se sentirem fortes com auto imagem, auto estima e melhorar o relacionamento com os utentes e pacientes e assim, gerir o estresse no dia-a-dia, ainda mais neste momento pandémico.

Aqui em Cabo Verde temos um atendimento avaliado em 75% negativo e o Hospitais, não fogem a regra, por isso, disse que as ferramentas usadas na formação servem para diminuir esta alta percentagem de forma a melhorar isso através de ferramentas de qualidade do atendimento baseado no autoconhecimento. “Quem não tem autoconhecimento não sabe lidar com uma provocação, não sabe controlar o impulso que a leva “perder a cabeça” em relação ao paciente fragilizado e que muitas vezes está a procura de um bom atendimento.

O auto controlo, segundo Nuno Melicio, ajuda-os a evitar que percam a cabeça, treinam a paciência no dia-a-dia e a impulsividade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.