Gestor da CV Interilhas diz que avarias são “normais” e não podem ser previstas

30/08/2021 01:04 - Modificado em 30/08/2021 01:04
| Comentários fechados em Gestor da CV Interilhas diz que avarias são “normais” e não podem ser previstas

O vice-presidente do Grupo ETE, concessionário dos transportes marítimos através da CV Inter-ilhas, sobre as recentes críticas sobre atrasos e viagens canceladas, nomeadamente a do navio Inter-ilhas, que não permitiu a viagem de passageiros de São Vicente para Sal e São Nicolau no último sábado, 21, disse que são “normais” e não podem ser previstas.

Em entrevista a Inforpress, Jorge Maurício garantiu que a viagem só poderá ser reposta nesta segunda-feira, 30, mas desde o início da semana três barcos escalaram Sal e São Nicolau.

“Compreendemos que o cancelamento de viagens perturbe o planeamento das pessoas e não ficámos satisfeitos, mas são coisas de força maior”, asseverou o gestor, a agência nacional de notícias, admitindo que não podem tirar navios de uma rota para cobrir.

Como exemplo, falou da possibilidade levantada por passageiros de se deslocar o navio Chiquinho, que cobre neste momento São Vicente/Santo Antão, para a ilha de São Nicolau, o que implicaria, ajuntou, deixar descoberto uma linha que tem “mais de 50 por cento (%) do tráfego nacional”.

Por outro lado, segundo a mesma fonte, não é possível ter um navio suplente para estas eventuais situações.

“Não se consegue ter um navio parado a pagar quatro ou cinco mil euros diários de afretamento ou de despesa fixa, para quando houver uma avaria, portanto, não é uma situação tão fácil”, afiançou.

Jorge Maurício prognosticou, por outro lado, que em Setembro já haverá condições para o novo navio Dona Tututa começar a operar, este mesmo navio que recebeu nesta sexta-feira, 27, a visita da sociedade classificadora American Bureau of Shipping, com quem a CV Interilhas vai trabalhar nos próximos dias.

Depois disso, acrescentou, vão ser feitos os procedimentos para o licenciamento interno, um processo que “não depende só da CV Interilhas”.

Nos últimos dois meses, Julho e Agosto, a Cabo Verde Interilhas já transportou mais de 120 mil passageiros, o que corresponde a mais de 1.700 viagens de aviões ATR, garantiu Jorge Maurício.

Inforpress/Noticias do Norte

  1. Manuel silva

    senhor vice- Presidente avarias de meia hora ou uma hora geralmente nao sao previstos mas avarias de dia ou dias nos aqui onde trabalho teremos de ter muito que informar a minha companhia. Eu como enginheiro de primeira classe de navios CAP SIZE a alguns anos tenho a vos informar que nao pode acontecer avarias dessa dimencao se a manutencao fore practicado no tempo certo. mas para isso acontecer a compainha tem de fazer a sua parte. Organisar e comprar pecas na hora certa. P or isso que onde eu trabalho nao acontece nada desse tipo porque temos tudo para mudar na hora que o fabricante manda (obrigado)

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.