Cabo Verde regista número recorde de candidatos para as eleições presidenciais

24/08/2021 07:55 - Modificado em 24/08/2021 07:55
| Comentários fechados em Cabo Verde regista número recorde de candidatos para as eleições presidenciais

Terminou na semana passada, concretamente no dia 18 de Agosto, o prazo para a deposição, junto do Tribunal Constitucional (TC), das candidaturas para as eleições presidenciais, 60 dias antes do escrutínio, marcado para 17 de Outubro.

Foram ao todo entregues 8 dossiers de candidatura que, segundo a lei, devem ser subscritas, cada uma, por um mínimo de mil e um máximo de 4 mil cidadãos nacionais eleitores, o que faz destas eleições as mais concorridas de sempre em Cabo Verde, memsmo que algumas possam ser chumbadas caso o TC detecte alguma irregularidade nos processos.

Esta é a primeira vez que Cabo Verde regista oito candidatos à Presidente da República, sendo que, até agora, o número máximo de postulantes tenha sido 4, nos pleitos de 2001 e 2011.

O primeiro a entregar formalmente a sua candidatura junto do TC, apoiado pelo PAICV, foi antigo primeiro-ministro (2001-2016) cabo-verdiano José Maria Neves. Seguiu-se o também ex-chefe do Governo Carlos Veiga (1991–2000), que conta com apoio político do Movimento para a Democracia (MpD), que suporta o Governo, e da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID).

Outros candidatos são o engenheiro naval e mestre em direito marítimo e comércio internacional, Fernando Rocha Delgado, o cirurgião Gilson João Alves e o advogado e antigo deputado nacional do MpD Hélio Sanches, que dispõe do apoio da juventude da UCID em Santiago Norte.

Os dois últimos a entregar o dossier foram o jurista Casimiro de Pina e o cientista político Péricles Tavares, no dia 18, último dia do prazo legal, antecedidos do combatente da liberdade da pátria Joaquim Jaime Monteiro, 81 anos, que avança pela terceira vez na corrida.

A campanha eleitoral decorre entre as 00h00 de 30 de setembro e as 23h59 de 15 de outubro e em caso de haver uma segunda volta, vai acontecer a 31 do mesmo mês. De acordo com a Constituição de Cabo Verde, o Presidente da República é eleito por sufrágio directo e universal pelos cidadãos eleitores recenseados no território nacional e no estrangeiro.

Só pode ser eleito Presidente da República o cidadão “cabo-verdiano de origem, que não possua outra nacionalidade”, maior de 35 anos à data da candidatura e que, nos três anos “imediatamente anteriores àquela data tenha tido residência permanente no território nacional”.

Cabo Verde já teve quatro Presidentes da República, tendo o primeiro sido o já falecido Aristides Pereira (1975-1991), seguido, já em regime democrático, do também extinto António Mascarenhas Monteiro (1991-2001). O terceiro foi Pedro Pires, eleito em 2001, tendo cumprido dois mandatos de 5 anos cada, e o quarto é Jorge Carlos Fonseca, ainda em funções mas já a dois meses do término de um duplo mandato que lhe permitiu estar, também, 10 anos no Palácio da Presidência da República de Cabo Verde.

Elvis Carvalho

  1. Dje Guebara

    A corrida dos rateiros.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.