Cabo Verde Interilhas quer iniciar operações, o mais breve possível, com navio “Dona Tututa”

12/08/2021 07:41 - Modificado em 12/08/2021 07:42
| Comentários fechados em Cabo Verde Interilhas quer iniciar operações, o mais breve possível, com navio “Dona Tututa”

A Cabo Verde Interilhas, concessionaria dos transportes marítimos em Cabo Verde, garantiu esta quarta-feira, 12, que está a trabalhar para que o navio “Dona Tututa” inicie as suas operações com “a maior brevidade possível”, apontando o mês de setembro como data provável.

O navio passará a realizar ligações regulares entre as ilhas de São Vicente, Santo Antão, São Nicolau, Sal, Santiago e Boa Vista, assim que estejam prontas as obras a que está submetida, e concluído o processo de registo sob a bandeira cabo-verdiana, que está a ser acompanhado pela sociedade classificadora internacional ABS (American Bureau of Shipping).

Através de um comunicado, a empresa indicou que, por exigência da classificadora ABS e a fim de se concluir o registo com bandeira de Cabo Verde, “foram recentemente exigidas a instalação de novos componentes nos sistemas de segurança a bordo, elevando os mesmos aos standards internacionais e promovendo desta forma, o aumento de segurança a bordo”.

O navio está a ser objecto de obras de instalação de portas A60 corta-fogo, extensão do sistemas de sprinklers, instalação do sistema MES para evacuação dos passageiros, instalação de novo “Fast Rescue Boat” e ainda, instalação de portas estanques à água, na zona do car deck.

Para a CV Interilhas o navio, que tem 69 metros de comprimento, capacidade de atingir uma velocidade de 15 Nós e transportar cerca de 220 passageiros e 43 viaturas ou 11 atrelados de 15 metros, “aumentará a capacidade de oferta” do serviço público de transporte marítimo de passageiros e carga interilhas e é visto como um “forte contributo para a dinamização da economia nacional”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.