Cabo Verde continua a ser o terceiro país africano da lusofonia com mais mortes e casos de Covid-19

3/08/2021 18:43 - Modificado em 3/08/2021 18:44
| Comentários fechados em Cabo Verde continua a ser o terceiro país africano da lusofonia com mais mortes e casos de Covid-19

Com 298 óbitos registados e um acumulado de 33.830 casos, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem à tarde pelo Ministério da Saúde, Cabo Verde continua a ser o terceiro país africano lusófono com maior número de óbitos e casos de Covid-19.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana, com os dados disponibilizados hoje, referentes aos PALOP, Moçambique tem neste momento, 1.479 óbitos e 124.962 casos de infecção acumulados desde o início da pandemia e Angola contabiliza 1.018 mortes associadas à doença e 42.920 infetados acumulados.

Cabo Verde regista 298 mortes devido à doença e 33.830 infeções, a Guiné Equatorial 123 óbitos e 8.911 casos, a Guiné-Bissau contabiliza 76 mortos e 4.498 infectados e São Tomé e Príncipe 37 óbitos e 2.454 infecções.

A África registou nas últimas 24 horas mais 565 mortes associadas à covid-19 e 25.645 novas infecções, totalizando agora 171.752 óbitos e 6.780.837 casos, segundo os dados oficiais mais recentes sobre a pandemia na região.

Neste continente, a África Austral continua a ser a região mais afectada, com 3.264.760 casos activos e 89.564 mortes associadas à covid-19.

Nesta região, só a África do Sul contabiliza 2.461.758 infetados e 72.437 mortes. O Norte de África, que se segue à África Austral nos números da covid-19, atingiu os 1.971.351 casos e 55.018 óbitos associados à doença, enquanto a África Oriental contabiliza 803.978 infeções e 17.054 mortos e a região da África Ocidental regista 535.070 infecções e 6.961 mortes.

A África Central é a região do continente com menos casos de infecção e de mortes: 205.678 casos e 3.155 óbitos.

A Tunísia, o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 20.067 óbitos e 595.532 casos, seguindo-se o Egipto, com 16.535 mortes e 284.362 infetados, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infecções em todo o continente, 633.923 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, com 9.885 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afectados estão também a Etiópia, com 4.391 vítimas mortais e 280.833 infeções, e a Argélia, com 4.329 óbitos e 173.922 infectados.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.