José Maria Neves defende mudança do cenário de desigualdade que discrimina as mulheres africanas

3/08/2021 01:02 - Modificado em 3/08/2021 01:07

O candidato à Presidência da República, José Maria Neves, pediu hoje em São Vicente mais união e trabalho para mudar o cenário de desigualdade que discrimina as mulheres africanas, e chamou atenção para a necessidade de as riquezas de África passarem a beneficiar os próprios africanos.

De acordo com uma nota de imprensa, o candidato a chefe de estado, manteve a partir do Mindelo, um encontro virtual com mulheres cabo-verdianas em África, na América e na Europa, para assinalar o dia da mulher africana, celebrado há quase 60 anos.

José Maria Neves, voltou a enfatizar a importância da mulher na educação dos filhos, no sustento das famílias e na formação das gerações futuras em África. Também deixou numa crítica às elites do continente, apontando-lhes, segundo a nota de imprensa, parte das responsabilidades pelas situações de pobreza e desemprego, desigualdade e violência a que as mulheres africanas ainda estão sujeitas, num cenário de “dificuldades que a pandemia de covid-19 veio agravar ainda mais”.

No quadro da sua visita a São Vicente, o candidato José Maria Neves teve encontros com diferentes sectores da sociedade civil, reuniu-se com a comunidade empresarial local e encontrou-se com moradores de vários bairros da ilha. Depois de São Vicente, José Maria Neves que viajará para São Nicolau, e deverá também ir às comunidades na diáspora cabo-verdiana.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.