Delegacia de Saúde de São Vicente quer atingir 60% de pessoas vacinados com a primeira dose até final de Julho

29/07/2021 22:33 - Modificado em 29/07/2021 22:33
| Comentários fechados em Delegacia de Saúde de São Vicente quer atingir 60% de pessoas vacinados com a primeira dose até final de Julho

O delegado de saúde de São Vicente, Elísio Silva, avançou esta quinta-feira, que a intenção das autoridades sanitárias da ilha é atingir a meta de 60% da população vacinada com a primeira dose de uma das vacinas disponíveis. Neste momento, a percentagem é de 58%.

Conforme informações avançadas a este online por este responsável, o ritmo de vacinação na ilha tem sido “excelente”, visto que tem havido “muita adesão das pessoas, sobretudo dos jovens”, o que faz com que a ilha tenha neste momento, quase 40 mil pessoas vacinadas com a primeira dose.

“Estamos a vacinar diariamente mais de 100 pessoas. Temos vindo a colocar alguns postos ambulantes de vacinação em lugares estratégicos da cidade, como a Praça Estrela, Laginha e Ribeirinha. Cada semana, um centro de saúde organiza uma equipa para vacinar as pessoas como as empregadas domésticas, trabalhadores da construção civil, entre outros” explica este responsável.

Uma solução que acabou por suscitar uma “grande adesão das pessoas”, que impossibilitados de dirigirem aos centros de saúde, aproveitam para vacinarem nestes postos ambulantes.

“Quer isto dizer que estamos num bom caminho. Antes do fim de mês, vamos chegar aos 60%. O nosso objetivo é chegar aos 70% da população com a primeira dose, nas duas primeiras semanas de agosto”, sustenta.

Elísio Freire diz ainda que a Direção Nacional de Saúde, vai avançar com a segunda dose aos professores, policias, doentes crónicos, pelo que antevê que o ritmo de vacinação vai aumentar no início de agosto. Neste momento, aproximadamente 7% da população já está vacinada com a segunda dose.

São Vicente até esta quinta-feira, conforme boletim epidemiológico regista 46 casos ativos de covid-19, sendo que quatro estão internados no Hospital Baptista de Sousa. Dois no centro de estágio da FCF. Os restantes estão em isolamento domiciliar.

“Os casos têm aparecido de forma esporádica. Alguns desses casos são de pessoas de outras ilhas, que vem fazer o teste de PCR para efeitos de viagens internacionais e que acabam por acusar positivo. No rastreio que é feito nos lugares onde ficam alojados, aparecem alguns casos relacionados” conclui Elísio Silva.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.