PGR confirma que Amadeu Oliveira está “fortemente indiciado da prática de dois crimes de atentado contra o Estado de Direito”

22/07/2021 18:23 - Modificado em 22/07/2021 18:23
| Comentários fechados em PGR confirma que Amadeu Oliveira está “fortemente indiciado da prática de dois crimes de atentado contra o Estado de Direito”

A Procuradoria Geral da República, confirmou esta quarta-feira, que o deputado nacional e advogado Amadeu Oliveira, que está em prisão preventiva na cadeia de Ribeirinha, está sendo acusado de dois crimes de atentado contra o Estado de Direito.

Através de um comunicado, a PGR sustenta que o Ministério Público ordenou a detenção fora de flagrante delito do deputado nacional e Advogado Amadeu Oliveira por este se encontrar “fortemente indiciado da prática de dois crimes de atentado contra o Estado de Direito”, punivel com pena de 2 a 8 anos de prisão, bem como um crime de ofensa a pessoa coletiva, previsto e punido pelo artigo 169 do Código Penal.

A mesma fonte, afirma ainda que realizado o primeiro interrogatório judicial de arguido detido e na sequência do pedido do Ministério Público, foi determinado que o arguido aguarda os “ulteriores termos processuais em prisão preventiva”. “Os autos continuam em investigação e, por isso, em segredo de justiça” concluiu a PGR.

De recordar que Amadeu Oliveira foi detido pela Polícia Nacional no domingo, 18, no Aeroporto Internacional Cesária Évora, pela Polícia Nacional (PN) em cumprimento de um Mandado de Detenção emitido pela Procuradoria do Círculo de Barlavento.

A Comissão Permanente da Assembleia Nacional decidiu no dia 12 de Julho, por unanimidade, autorizar a detenção do deputado Amadeu Oliveira para ser ouvido no caso em que este terá auxiliado a saída do País de Arlindo Teixeira, detido em prisão domiciliária.

Amadeu Oliveira está também a ser julgado por ofensas a juízes do Supremo Tribunal de Justiça, um processo que está parado, neste momento, devido à imunidade parlamentar, cujo levantamento, já solicitado pela juíza de julgamento, aguarda decisão da Assembleia Nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.