Biosfera 1 preocupada com ataques de cães a tartarugas marinhas

16/07/2021 00:10 - Modificado em 16/07/2021 00:10
| Comentários fechados em Biosfera 1 preocupada com ataques de cães a tartarugas marinhas

A associação ambiental Biosfera 1 mostra-se preocupada com o inicio dos ataques de cães vadios às tartarugas marinhas que por esta altura de desova costumam aumentar.

A associação ambiental Biosfera 1 lançou um alerta as autoridades, mais uma vez sobre os ataques a tartarugas em São Vicente durante a época de desova nas praias da ilha. Em causa um ataque esta quinta-feira, de mais uma tartaruga da espécie Caretta-Caretta que foi brutalmente ferida por cães vadios, desta feita, na praia de João Évora (Jon d´Ébra). Este é o quarto ataque, somente neste primeiro mês de monitorização.

A associação ambiental tem um curso uma campanha de proteção de tartarugas em São Vicente, desde Junho último, sustenta que durante este primeiro mês de trabalhos de monitorização e proteção de tartarugas, já foram registados 4 ataques e ao amanhecer desta quinta-feira, uma “tartaruga foi gravemente atacada por cães vadios” na praia de João Évora e que foi levado ao veterinário “urgentemente para tentar salvá-la”. 

Conforme informações recolhidas por este online, a tartaruga em questão foi atendida por veterinários e encontra-se neste momento estável, no entanto aguarda-se o prognóstico das próximas horas, visto que perdeu muito sangue.

Neste sentido, a Biosfera 1 voltou a alertar mais uma vez para o considera ser um grave problema que vem ameaçando a vida das tartarugas marinhas na ilha de São Vicente.

“Todos devemos permanecer vigilantes para que os nossos cães não estejam em liberdade. Em matilhas representam um perigo real. A mensagem que deixamos é que precisamos todos, urgentemente de proteger as tartarugas” alerta a mesma fonte.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.