Cabo Verde sai da “área de alta incidência” de casos de covid-19 da Alemanha e permite regresso de turistas vacinados

23/06/2021 14:52 - Modificado em 23/06/2021 14:52

O Governo alemão baixou a classificação de covid-19 em Cabo Verde, deixando de ser uma área de alta incidência e passando a risco básico, mantendo obrigação de quarentena no regressa à Alemanha, que pode ser levantada com vacinação.

O nosso país deixou de integrar o grupo de países considerados de alto risco devido a prevalência da covid-19, descendo para a classificação de áreas de risco básico (ambas com obrigação de registo à entrada e quarentena domiciliar de dez dias), numa escala que prevê ainda a classificação de países pela presença de variantes de preocupação (quarentena de 14 dias).

“Esta decisão vai permitir reforçar a intenção do grupo TUI [alemão, maior operador turístico internacional] em organizar melhor e responder a grande demanda de pessoas, especialmente turistas alemães que querem viajar para o destino Cabo Verde, sem a necessidade de cumprir quarentena” assegurou Ulisses Correia e Silva, na sua página oficial do Facebook.

Com a alteração da decisão anterior, doravante será exigido apenas apresentar um resultado de teste negativo da Covid-19 ou comprovante de vacinação ou de recuperação.

“É, certamente, um incentivo para que outros países possam seguir a mesma análise, tanto pela atual taxa de incidência a nível nacional, com tendência para diminuição, como pelo programa de vacinação em curso com balanço bastante positivo”, acrescentou o PM.

Cabo Verde integrou a lista de áreas de alta incidência de covid-19 do governo alemão de 25 de abril de 2021 a 19 de junho, com o primeiro-ministro de Cabo Verde a reconhecer hoje, pelo sinal que transmite, que esta atualização é uma “boa notícia”.

De realçar que a taxa de incidência acumulada de covid-19 em Cabo Verde voltou a cair nos últimos 14 dias, para 159 casos por 100.000 habitantes, contra os 224 do período anterior, anunciou na segunda-feira o director nacional de Saúde.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.