Presidências – Já são 9 os candidatos ao Palácio do Platô

22/06/2021 21:28 - Modificado em 22/06/2021 21:50
| Comentários fechados em Presidências – Já são 9 os candidatos ao Palácio do Platô

Entre os até então candidatos, há dois repetentes –Carlos Veiga e Joaquim Monteiro – e nenhuma mulher.

Até ao momento são nove candidatos às eleições presidências de Cabo Verde. São dois ex-primeiro-ministros, dois professores, um deputado, dois empresários, um engenheiro naval e um ex-combatente da liberdade da pátria, que pretendem disputar as eleições de 17 de outubro.

Destas candidaturas, destacam-se os nomes dos antigos primeiros-ministros e líderes partidários, José Maria Neves, ex-presidente do PAICV, e Carlos Veiga, ex-líder do MpD, que contam com o apoio dos partidos que já lideraram, e Joaquim Monteiro que em 2011 e 2016 conquistou o país, com a sua candidatura porta a porta.

Políticos

Depois de ter concorrido e perdido em 2001 e 2006, perante Pedro Pires, esta vai ser a terceira tentativa de Carlos Veiga de chegar à Presidência. Ele que até o ano passado desempenhou as funções de embaixador nos Estados Unidos da América.

Do outro lado, José Maria Neves, que após deixar o cargo de primeiro-ministro, em 2016, depois de 15 anos, tenta agora o Palácio do Plateau.

Ainda com experiencia na política, o deputado Hélio Sanches, eleito nas listas do MpD e também líder do grupo parlamentar da África Ocidental no Parlamento Pan Africano, respondeu a um apelo de um grupo de cidadãos que o querem ver na Presidência da República, que se designou Movimento de Apoio à Candidatura de Hélio Sanches a Presidente da República (MACHS).

Docente

No campo académico, o professor universitário e escritor, Daniel Medina, confirmou, também em janeiro a sua candidatura às eleições presidenciais.

Daniel Medina que também é jornalista, investigador e atual presidente da Academia Cabo-verdiana de Letras foi a terceira personalidade, depois do deputado Hélio Sanches e do antigo primeiro-ministro Carlos Veiga, a admitir publicamente a sua entrada na corrida para a sucessão a Jorge Carlos Fonseca, que termina este ano o seu segundo e ultimo mandato na chefia do Estado cabo-verdiano.

Natural da ilha Santo Antão, Daniel Medina é, em termos de formação académica, detentor de um título de Doutor em Ciências Políticas, Mestre em Linguística, Pós-Graduação em Psicologia Social, Pós-Graduação em Direito da Comunicação e Licenciatura em Jornalismo Internacional.

Emigrantes com dupla nacionalidade

O empresário Marcos Rodrigues, com dupla nacionalidade, quer ter o direito de concorrer às presidenciais. Um impedimento que está plasmado na Constituição da República, que exige exclusivamente nacionalidade cabo-verdiana aos candidatos, tem sido um dos obstáculos a essa candidatura.

O artigo 110º da Constituição da República indica que “só pode ser eleito Presidente da República o cidadão eleitor cabo-verdiano de origem, que não possua outra nacionalidade, maior de trinta e cinco anos à data da candidatura e que, nos três anos imediatamente anteriores àquela data tenha tido residência permanente no território nacional”.
No entanto, em conferência de imprensa, com data de 12 janeiro, Marcos Rodrigues disse acreditar que até a data das eleições presidenciais estarão reunidas todas as condições para, caso houver vontade política, se levar ao parlamento o debate para a revisão deste artigo da Constituição da República.

Péricles Tavares é mais um candidato às eleições presidenciais que também possui a condição de dupla nacionalidade (cabo-verdiana e norte-americana).

É Licenciado em Ciências Políticas e Relações Internacionais e tem uma longa experiência da emigração.

Outros

Fernando Rocha Delgado, engenheiro naval e Mestre em Direito Marítimo e Comércio Internacional, é outro candidato a Presidência da República que aquando do seu anúncio prometeu, caso for eleito, servir o país e garantir estabilidade nacional.

Joaquim Monteiro que concorreu em 2011 e 2016, também reafirma a sua disponibilidade para se recandidatar às presidenciais de 2021. O ex-combatente da Liberdade da Pátria, quer marcar a sua terceira presença nas presidências.

Osvaldo Barbosa é até agora o último a anunciar que é candidato às eleições presidenciais de Outubro. Uma candidatura como o mesmo diz, assente na “força da juventude”.

Elvis Carvalho

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.