IGAE preocupada com falhas nas normas sanitárias incluindo em São Vicente

18/06/2021 20:27 - Modificado em 18/06/2021 20:27

O incumprimento do horário de funcionamento dos estabelecimentos comercias e a frequência das praias balneares, em plena situação de calamidade, estão entre as preocupações da IGAE.

O inspetor-geral da Inspeção Geral das Atividades Económicas (IGAE), Paulo Monteiro, anunciou que haverá uma reunião entre a entidade que representa e operadores económicos, no sentido de consertar tais falhas no seguimento das regras sanitárias implementadas para a prevenção e contenção do vírus da Covid-19.

Além disso, o encontro tem por objetivo reforçar a cooperação com a Câmara Municipal, sensibilizar e auscultar os operadores económicos.

“Nada melhor do que ouvir e tirar as dúvidas que possam surgir. A nossa convicção é que os operadores devem estar sempre cientes das leis e das novas orientações, pois a nossa maior preocupação é o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e o incumprimento por parte dos operadores”, expõe Paulo Monteiro.

O mesmo  avança que, na sua ótica e de forma geral, tem notado uma melhoria durante a situação de calamidade. No entanto, aponta o fluxo de pessoas nas praias balneares como uma das grandes preocupações da instituição.

“Estamos a fazer uma fiscalização mais robusta, mais concertada e, neste momento, as coisas estão a correr bem. A maior parte dos incumprimentos registam-se nas grandes cidades, em São Vicente, no Sal, na Praia, na Boavista, mas as coisas já estão a melhorar. As pessoas já estão mais conscientes, mas a nossa preocupação no momento prende-se com as praias de mar”, revela.

Paulo Monteiro adverte ainda, que é preciso um esforço de todos para estancar a Covid-19 o mais depressa possível.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.