Retoma de voos internacionais da CV Airlines de e para São Vicente deixa expetantes os empresários da Região Norte

17/06/2021 14:14 - Modificado em 17/06/2021 14:15

Os empresários das ilhas de barlavento vêm com expetativa o regresso das ligações internacionais da Cabo Verde Airlines (CVA) a São Vicente, com um voo semanal para Paris, apontando o impacto, não só em passageiros, como no transporte de cargas.

Jorge Maurício, Presidente da Câmara de Comércio do Barlavento, garante que a retoma para São Vicente dos voos internacionais da CVA, já a partir de julho, poderá satisfazer a população, que reclamava “com alguma razão” do preço dos bilhetes praticados até agora para as ligações internacionais, asseguradas apenas por companhias aéreas portuguesas -, em relação aos preços praticados nas ilhas do Sal e de Santiago.

A expetativa daquele responsável é que a retoma das ligações aéreas facilite as atividades comerciais para São Vicente e para as ilhas habitadas do Barlavento “para quem faz a importação de produtos via aérea e a exportação”.

“E se for numa lógica de regular os preços através de alguma competitividade, achamos que assim faz sentido e operará boas consequências para todos”, disse Jorge Maurício. Desta forma, afirma que é com “muito agrado” que os empresários locais encaram a medida, desde logo por representar mais um sinal de retoma da atividade económica. “É a reabertura dos mercados, é a retoma das atividades económicas e isto de facto é um sinal muito positivo para todo o mercado, depois de 15 meses da pandemia e de uma crise económica severa. É um sinal de recuperação, de confiança, que o mercado já pode começar a funcionar bem, porque sem voos, sem ligação, sem turismo, que é o nosso setor chave da economia, dificilmente conseguiremos ter uma retoma efetiva”, sublinhou Jorge Maurício em entrevista à LUSA.

Para o Presidente da Câmara de Comércio do Barlavento, com “mais voos, mais alternativas e mais concorrência”, isso “também facilita o mercado, não apenas no transporte de pessoas, mas também da própria carga aérea”.

A CVA retoma em 18 de junho os voos comerciais, 15 meses depois da suspensão da atividade devido às restrições da pandemia de Covid-19, com um voo para Lisboa.

Após esse voo inaugural, a partir do Sal, a CVA já disponibiliza bilhetes para o voo de 3 de julho entre São Vicente e Paris e regresso no dia seguinte. Trata-se de um voo semanal com partidas aos sábados e com regresso aos domingos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.