Aeroporto Internacional Amílcar Cabral no Sal é o segundo mais caro em taxas aeroportuárias na África Ocidental

13/06/2021 19:47 - Modificado em 13/06/2021 19:47
| Comentários fechados em Aeroporto Internacional Amílcar Cabral no Sal é o segundo mais caro em taxas aeroportuárias na África Ocidental

O Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, é o segundo mais caro da África Ocidental em termos de taxas aeroportuárias. A lista foi revelada pela Associação das Companhias Aéreas Africanas (AFRAA).

Para chegar a este resultado, a AFRAA considerou 36 aeroportos africanos com um tráfego anual de mais de 500.000 passageiros. A metodologia e os critérios foram aplicados aos aviões Boeing 737, que são os “mais populares” na região.

Sendo assim na África Ocidental, Conacri lidera logo seguido pelo Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, em Cabo Verde. Com base na repartição geográfica, Douala (Camarões) e Malabo (Guiné Equatorial) são os aeroportos mais caros da África Central. Na África Oriental Cartum, no Sudão, lidera nas taxas aplicadas.

Já o Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, na cidade de Luanda, capital da República de Angola, é o segundo mais caro de África, em termos de taxas aeroportuárias. Depois de Luanda, seguem-se nos três lugares seguintes: Casablanca (Marrocos), Conacri (República da Guiné) e Tunes (Tunísia).

Pelo contrário, o Aeroporto Internacional das Seychelles (Mahé) é o mais atrativo para as companhias aéreas com as taxas aeroportuárias mais baixas do continente. “Alguns dos aeroportos mais movimentados de África, como Joanesburgo (África do Sul), Addis Abeba (Etiópia) e Argel (Argélia) estão entre os mais baratos, o que indica que as taxas aeroportuárias mais baixas podem ter um efeito positivo no tráfego aéreo”, comenta a AFRAA, que agrupa cerca de 40 companhias aéreas africanas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.