Mortes e casos aumentam mas Cabo Verde continua sendo o terceiro país africano da lusofonia mais afetado pela Covid-19

10/06/2021 16:36 - Modificado em 10/06/2021 16:36

Apesar do aumento do número de mortes e casos provocados pela covid-19 nas últimas semanas, Cabo Verde continua sendo o terceiro país africano da lusofonia com o maior número de óbitos e casos de Covid-19.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana, com os dados disponibilizados hoje, dos países africanos que têm o português como língua oficial, Moçambique continua sendo o mais afetado com 840 mortes e 71.239 casos, seguindo-se Angola (811 óbitos e 36.155 casos de infecção), Cabo Verde (270 mortos e 31.339 casos), Guiné Equatorial (mantém 118 óbitos e 8.640 casos), Guiné-Bissau (68 mortos e 3.794 casos) e São Tomé e Príncipe (37 mortos e 2.354 casos).

A África Austral continua a ser a região mais afectada, com 2.148.470 casos e 65.902 óbitos associados à covid-19. Nesta região, só a África do Sul, que é país mais atingido pela pandemia no continente, contabiliza 1.712.939 casos e 57.310 mortes.

O Norte de África é a segunda região do continente mais afectada, com 1.493.822 infectados com o vírus SARS-CoV-2 e 45.233 mortes associadas à Covid-19.

A África Oriental contabiliza 668.425 infecções e 13.215 mortos, e a região da África Ocidental regista 476.067 casos de infecção e 6.316 mortes.

A região da África Central é a que regista menos casos de infecção e de mortes, 182.444 e 2.871 respectivamente.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 15.471 mortes e 270.292 infectados, seguindo-se a Tunísia, com 13.229 óbitos e 360.285 casos, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infecções em todo o continente, 522.389 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, 9.190 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 4.226 vítimas mortais e 273.398 infeções, e a Argélia, com 3.675 óbitos e 132.034 infetados.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.