Rússia descarta assinar com EUA pacto similar ao Tratado de Céus Abertos

8/06/2021 13:05 - Modificado em 8/06/2021 13:05

A Rússia descartou hoje a assinatura de um novo acordo similar ao Tratado de Céus Abertos com os Estados Unidos, denunciado pelos dois países.

© Reuters

“Penso que não é real. O Tratado de Céus Abertos tem as suas raízes no passado (…). Penso que haverá uma pausa e trabalharemos mais no campo do controlo de armas convencionais na Europa”, disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Riabkov.

Para isso, acrescentou, os países serão guiados “pelas ferramentas que ainda estão a ser usadas”, como as inspeções no marco do Documento de Viena de 2011.

“Em relação a um acordo bilateral nessa questão com os Estados Unidos, acho que não haverá de qualquer maneira”, disse o diplomata, citado pela agência de notícias RIA Nóvosti.

O Presidente russo, Vladimir Putin, promulgou na segunda-feira a lei sobre a retirada da Rússia do Tratado de Céus Abertos, que previamente recebeu luz verde de ambas as câmaras do Parlamento russo.

O Conselho da Federação Russa (Senado) ratificou a medida na semana passada, depois de a Duma (Câmara Baixa) o ter feito em 19 de maio.

O acordo multilateral para garantir a transparência no controlo de armas, do qual participam cerca de trinta países, tinha sido abandonado pelos Estados Unidos no ano passado.

Além disso, no final de maio, Washington notificou Moscovo de que a nova Administração dos Estados Unidos sob a Presidência de Joe Biden não retornaria ao pacto.

O Tratado de Céus Abertos, assinado em 1992 e em vigor desde 2002, permite a mais de trinta países sobrevoar qualquer parte do território dos integrantes e fotografar a partir do ar com o objetivo de recolher informações sobre as atividades militares.

Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.