Novo navio da CV Interilhas deverá começar a operar até final de junho e melhorará escoamento de produtos frescos entre as ilhas

7/06/2021 15:05 - Modificado em 7/06/2021 15:05

O novo navio da Cabo Verde Interilhas, “Dona Tututa”, deverá começar a operar até final de junho nas águas do país, com a promessa de melhorar o escoamento de produtos frescos para as ilhas turísticas do Sal e Boavista.

Apresentado hoje oficialmente no estaleiro da Navaltagus, no Seixal, pelo Ministro do Mar, Paulo Veiga, a embarcação pertencente à empresa do grupo português ETE, onde esteve a ser reconfigurado desde abril, irá integrar a rota São Vicente/S. Nicolau/Sal/Boavista e será o primeiro com capacidade para contentores frigoríficos.

O governante assegurou que este navio “vai melhorar significativamente uma das grandes reclamações que tem a ver com o transporte de produtos frescos e de movimentação da economia” e irá resolver sobretudo “um problema de desenvolvimento” de São Nicolau, ilha agrícola que exporta produtos frescos para as ilhas turísticas do Sal e Boavista.

Paulo Veiga sublinhou que, com a possibilidade de transportar contentores frigoríficos, os agricultores de São Nicolau conseguirão melhorar “o escoamento de produtos frescos”, algo que agora implica “um processo logístico muito complicado”.

Este será o primeiro de quatro navios com esta capacidade que o governo de Cabo Verde pretende venham a integrar a operação da CV Interilhas, atual concessionária do transporte marítimo de passageiros e carga, em Cabo Verde, e que integra o grupo ETE.

Para dar mais conforto em terra aos passageiros, o governante também salientou que o executivo irá construir seis gares marítimas nas ilhas que não dispõe destas infraestruturas.

“Dona Tututa” é uma embarcação do tipo ROPAX, roll-on/roll-off de passageiros e cargas, com rampa de popa, comprimento de 69 metros, velocidade de 15 nós e capacidade para cerca de 250 passageiros e 43 viaturas ou 11 atrelados de 15 metros.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.