Londres/Heathrow e Birmingham vão receber voos oriundos de Cabo Verde

7/06/2021 14:55 - Modificado em 7/06/2021 14:55

A Inglaterra vai permitir voos diretos de Cabo Verde a partir desta terça-feira, dia 8 de junho, mas apenas para dois terminais dedicados, com o propósito de servir o mercado turístico.

De acordo com informações avançadas pela Lusa, são voos realizados por operadores turísticos, nomeadamente pela TUI UK, transportando turistas britânicos em férias. Contudo Cabo Verde continua a fazer parte da ‘lista vermelha’ de viagens desaconselhadas pelas autoridades britânicas, devido ao risco da covid-19.

Segundo informação enviada aos viajantes pelo ‘Foreign and Commonwealth Office’ (FCO), responsável pela proteção dos interesses e cidadãos britânicos no exterior, a partir de 8 de junho “voos diretos podem chegar à Inglaterra vindos de Cabo Verde”.

Porém, “devem chegar a terminais dedicados nos aeroportos de Heathrow [Londres] e Birmingham”, refere a mesma informação alterando o estado anterior e que se aplica apenas à Inglaterra (excluindo eventuais chegadas à Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte).

No entanto, apesar desta alteração, Cabo Verde permanece na ‘lista vermelha’ de países dos quais o Governo britânico proíbe viagens devido ao nível de risco, impondo à chegada quarentena de 10 dias num hotel designado e às custas dos viajantes (apenas permitida a entrada para nacionais britânicos ou estrangeiros residentes), além de dois testes PCR, no segundo e oitavo dias da quarentena.

O sistema de semáforo é baseado em quatro critérios: as taxas de vacinação, o número de casos, a prevalência de “variantes preocupantes” e a qualidade dos dados de testagem.

Quase 200 mil britânicos visitaram as ilhas de Cabo Verde em 2019, praticamente um quarto dos turistas estrangeiros que as unidades hoteleiras do arquipélago receberam em todo esse ano, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Desde o início da pandemia de covid-19 que os turistas britânicos praticamente desapareceram de Cabo Verde, face às apertadas regras e limitações impostas pelas autoridades britânicas no regresso.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.