Exportações de armas de Israel atingem segundo valor mais elevado

1/06/2021 13:35 - Modificado em 1/06/2021 13:35

As exportações militares de Israel atingiram 8,3 mil milhões de dólares (6,7 mil milhões de euros) em 2020, o segundo valor mais elevado de sempre, anunciou hoje o Ministério da Defesa israelita.

© Reuters

“Este é o segundo mais elevado valor de sempre (depois de 2017, com cerca de 9,3 mil milhões de dólares – 7,6 mil milhões de euros) e representa um aumento de mil milhões de dólares (cerca de 800 milhões de euros), mais 15% do que no ano anterior”, disse o Ministério num comunicado.

O Instituto de Paz Internacional de Estocolmo colocou Israel como o oitavo maior exportador de armas do mundo, em 2020, revelando que os seus principais clientes foram Índia, Canadá, Vietname e Azerbaijão (que nesse ano se envolveu num conflito com a Arménia).

O Ministério da Defesa indicou que os produtos mais exportados em 2020 foram sistemas de radar e radares de alerta antecipado (16%), seguidos por armas e munições e por veículos aéreos não tripulados (‘drones’).

“Israel tem novos mercados e significativas oportunidades de desenvolvimento, que injetarão muitos milhões na economia local, criarão novos empregos e contribuirão para a segurança de Israel”, disse o ministro da Defesa, Benny Gantz, citado no comunicado.

“Um aumento nas exportações militares no meio de uma pandemia é um grande feito”, disse o general na reserva Yair Kulas, membro do departamento de cooperação internacional do Ministério.

As vendas para a Ásia e Pacífico – que também inclui o Médio Oriente – representam 44% do total, enquanto 30% das exportações vão para a Europa, 20% para a América do Norte, 4% para a África e 2% para a América do Sul, informou o Ministério, sem referir os países em questão.

Sendo um importante fornecedor de armas para o Azerbaijão, Israel viu-se, em 2020, indiretamente envolvido no conflito em Nagorno-Karabakh, tendo de se dividir entre a sua aproximação diplomática à Arménia e a sua longa relação comercial com Baku.

Nos últimos cinco anos, Israel tem sido o maior fornecedor de armas do Azerbaijão, à frente da Rússia, com vendas de mais de 740 milhões de dólares (631 milhões de euros), de acordo com o Instituto de Paz Internacional de Estocolmo.

Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.