Acrides lança campanha “Não toque no meu corpo”

1/06/2021 13:29 - Modificado em 1/06/2021 13:29

A Associação das Crianças Desfavorecidas (Acrides) lança no próximo dia 04 de junho a campanha intitulada “Não toque no meu corpo” com objectivo de ensinar as crianças a se autos protegerem.

Logo, a campanha visa mostra que a educação sexual é uma das formas mais eficazes de prevenir e enfrentar o abuso sexual contra crianças e adolescentes. Ensinar, desde cedo e com abordagens apropriadas para cada faixa etária, conceitos de autoprotecção, consentimento, integridade corporal, sentimentos e a diferença entre toques agradáveis/bem-vindos e toques que são invasivos ou desconfortáveis é fundamental para aumentar as chances de proteger crianças e adolescentes de possíveis violações.

De acordo com a associação, o objectivo da campanha serve para ajudar as crianças a reconhecerem os sinais de um possível abuso e assim evitar situações que configuram abusos sexuais.

Neste sentido, a associação explica que vão ser distribuídas autocolantes nas escolas, organizar rodas de crianças nas escolas, ensinando-lhes a conhecerem os toques e também falar com os professores e as famílias nas comunidades sobre como conhecer a criança que está a sofrer violência sexual, uma vez que, sendo ameaçada pelo agressor, ela não diz o que está a acontecer.

Por isso é importante que se converse de forma franca e sincera sobre as partes íntimas do corpo, privacidade, diferença entre toques de carinho e toques abusivos e reforce que a criança ou adolescente pode e deve dizer NÃO quando quiser;

E que elas devem ser orientadas sobre quais são as situações de risco e como ela pode se auto proteger em situações de risco.

– Explique para a criança ou adolescente e a faça entender que “segredos” não são uma coisa boa. – Fale para crianças e adolescentes que elas devem escolher um adulto em quem confie e se sinta segura para falar sobre suas questões e situações.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.