Morna desperta interesse no mundo Árabe

25/05/2021 22:40 - Modificado em 25/05/2021 22:41

O canal televisivo “Al Jazeera”,  publicou esta semana uma peça sobre a morna, fazendo jus à sua elevação a Património Cultural Imaterial da Humanidade.

“The story of morna: Cape Verde’s music of displacement and return”, é o título escolhido pela jornalista Beatriz Ramalho da Silva, para retratar como um género musical “moldado pela escravidão, epidemias, fome e migração em massa viajou o mundo, narrando histórias de sofrimento e resistência”.

O artigo relata a história do arquipélago cabo-verdiano, as motivações da migração e o contributo para o surgimento do género musical “rainha di nos terá”, ao mesmo tempo que descreve “Mariana” como musa inspiradora da morna “Sodad”, eternizada na voz de Cesária Évora, e que tornou um hino universal.

O canal televisivo refere-se, ainda, a insignes figuras da morna, entre os que já partiram, Cesária Évora, B.Léza e Eugénio Tavares e os atuais embaixadores, Armando Tito, Paulino Vieira, Vojinha, Mayra Andrade, que fazem da morna um género que perpassa as fronteiras nacionais e quebra todas as barreiras culturais.

O artigo contou com subsídios recolhidos pelo historiador e técnico do Instituto do Património Cultural Edson Edy de Brito, um dos integrantes da equipa que elaborou o dossier da candidatura da morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.