Mulher farta de estar solteira casa-se com ela própria em nome do feminismo

25/05/2021 13:51 - Modificado em 25/05/2021 13:51

Noiva leu os votos para si mesma.

FOTO: Getty Images

Karen Reed sempre quis ser noiva, no entanto, aos 40 anos ainda não tinha encontrado nenhum parceiro que estivesse à altura. Assim, decidiu concretizar o sonho de dar o nó sozinha, em 2009. Onze anos depois conta como ainda está feliz e não planeia se divorciar.  

Em declarações ao Daily Star, Karen, do País de Gales, confessa o quão feliz é nos últimos onze anos e como decidiu avançar com esta ideia. “Eu estava perto dos 40 [anos] e estava pronta para me acomodar. Eu pensei: por que não me casar com a pessoa que mais amo no mundo?’ Aprendi a amar-me e a colocar-me em primeiro lugar. Parecia o ato final de empoderamento feminino”. Karen revela ainda que já teve alguns relacionamentos, mas nada que justifique o divórcio. 

O casamento contou com 16 convidados, seis damas de honor e um padrinho que, inclusive, discursou para desejar felicidades ao casamento a solo, e cerca de 100 pessoas foram assistir a este evento. 

Inicialmente, a família e amigos da mulher eram contra esta união, mas assim que Karen marcou a data e explicou o desejo que tinha, logo concordaram em apoiar esta decisão. “Eu estava a envelhecer e queria que o meu pai me levasse até o altar”, confessa. O pai, Brian, com 86 anos, levou-a ao altar onde ela leu os votos para si mesma.  

Karen confessa também que “sei que algumas pessoas vão achar que é meio maluco, mas prometo que não. É tão importante amar-nos a nós próprios e não nos contentarmos com nada menos do que merecemos”.  

O casamento foi seguido de um elegante brunch num hotel onde Karen terá ficado para noite de núpcias.  

Em Correio da Manhã

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.