Partido de ativista britânica pede aos militantes que “rezem” por Sasha

24/05/2021 17:08 - Modificado em 24/05/2021 17:09
| Comentários fechados em Partido de ativista britânica pede aos militantes que “rezem” por Sasha

Uma proeminente ativista anti-racista britânica, parte do movimento internacional Black Lives Matter (BLM, “Black Lives Matter”), está em estado grave depois de ser baleada na cabeça no domingo em Londres, disse hoje o partido político no qual milita.

© Getty Imagens

Opartido Taking the Initiative adiantou que Sasha Johnson está na unidade de cuidados intensivos de um hospital da capital britânica após ser gravemente ferida e pediu aos militantes que “rezassem pela sua recuperação”.

Johnson, mãe de dois filhos, está no topo da organização e, segundo referiu a formação, a ativista é “uma voz poderosa” que sempre lutou contra as injustiças na comunidade negra.

O partido referiu que o ataque, ocorrido no bairro de Southwark, no sul de Londres, ocorreu depois que ela ter recebido “inúmeras ameaças de morte”.

No entanto, as autoridades disseram que não existem indícios de que foi um ataque deliberado contra a ativista.

Detetives do Comando Especializado de Crime da Scotland Yard estão encarregues da investigação do ataque, que supostamente ocorreu perto de uma casa onde decorria uma festa.

Imarn Ayton, uma amiga, disse à estação ITV não acreditar que Sasha Johnson fosse o alvo dos disparos. 

Segundo ela, “houve algum tipo de discussão entre dois indivíduos ou dois gangues, e [ela] estava no lugar errado, na hora errada”.

O movimento Black Lives Matter começou em 2013 nos Estados Unidos após a absolvição de George Zimmerman pela morte com um tiro do adolescente afro-americano Trayvon Martin.

Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.