Lígia Fonseca diz que Estado também deve ser responsabilizado no caso de abusos nas Forças Armadas

20/05/2021 14:10 - Modificado em 20/05/2021 14:11
| Comentários fechados em Lígia Fonseca diz que Estado também deve ser responsabilizado no caso de abusos nas Forças Armadas
Foto: INFORPRESS

A primeira-dama, Lígia Fonseca, apontou hoje que na sequência das imagens que circulam nas redes sociais onde alguns soldados aparecem a ser abusados por colegas, o Estado também deverá ser responsabilizado pelos maus tratos e abusos nas Forças Armadas.

Lígia Fonseca assegurou que a condenação dos agressores deve ir além dos processos, disciplinar e criminal, e se situar, igualmente, a nível da responsabilização do próprio Estado. “Os recrutas estavam entregues a uma instituição do Estado e, portanto, além dos recrutas que cometeram os atos, o próprio Estado de Cabo Verde deve ser responsabilizado” declarou a primeira-dama à Rádio Pública.

A mesma vincou ainda que tem de haver uma responsabilidade civil pelos atos praticados e o Estado também tem de assumir a sua parte, entendendo que só “assumindo todos a sua responsabilidade é que aquela situação não volta a acontecer”.

“Espero que os advogados dos ofendidos não deixem de exigir a responsabilidade civil ao Estado de Cabo Verde pelo que aconteceu”, afirmou.

Para além de Lígia Fonseca, recorda-se que tanto Jorge Carlos Fonseca, Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, assim como Anildo Morais, Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, já condenaram os atos de maus tratos, de cariz sexual, praticados por alguns militares no quartel Jaime Mota na cidade da Praia.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.