Diretor nacional da PJ: “A Polícia Judiciária está a trabalhar todos os dias na investigação dos casos de crianças desaparecidas”

13/05/2021 15:11 - Modificado em 13/05/2021 15:11

O diretor nacional da Polícia Judiciária (PJ), António Sebastião, assegurou esta quinta-feira, 13, na cidade da Praia, que a instituição “está a trabalhar todos os dias na investigação dos casos de crianças desaparecidas”, sobretudo na Cidade da Praia.

Em declarações à imprensa António Sebastião Sousa, garantiu que a Polícia Judiciária e as autoridades judiciárias, inclusive o Ministério Público, “não estão paradas e trabalham todos os dias no sentido de poderem saber o que efetivamente se passa”.

“As autoridades trabalham com as evidências que possam resultar em provas e isso pode levar muito tempo. Entendemos as situações das famílias, que querem saber o que se passou com as crianças, por isso, continuamos a fazer este trabalho, que não é fácil” salientou.

No entanto alertou que a PJ tem trabalhado em investigações em diversas áreas criminais, designadamente homicídios, crimes sexuais, crimes cibernéticos, lavagem de capitais e tráfico de drogas.

De realçar que desde 2017 estão 5 crianças desaparecidos no país, mais concretamente na cidade da Praia.

Em agosto de 2017, Edine Soares, 19 anos, deixou a sua casa em Achada Grande Frente, dizendo levar o bebé para o controlo no Programa Materno-Infantil (PMI), na Fazenda, mas até hoje não há informações sobre o seu paradeiro.

Já em novembro de 2017, Edvânia Gonçalves, de 10 anos, residente em Eugénio Lima, também desapareceu de forma misteriosa e até agora também não se sabe do seu paradeiro.

Por fim, o último caso aconteceu num sábado, 03 de fevereiro, com os primos Clarisse Mendes (Nina) de 09 anos e Sandro Mendes (Filú) de 11 anos, residentes no bairro de Castelão, que saíram de casa da avó para comprar açúcar, em Achada Limpo, na Cidade da Praia, e não mais foram vistos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.