Bancada do MPD abstêm-se na votação da transmissão direta das sessões da Assembleia Municipal no Facebook da instituição

11/05/2021 23:49 - Modificado em 11/05/2021 23:49

Com 12 votos a favor, sendo sete da União Cabo Verdiana Independente e Democrática, UCID, quatro do Partido Africano para Independência de Cabo Verde, PAICV, e um do Movimento Independente Más Soncente, MIMS, e nove abstenções do MPD, a Assembleia Municipal de São Vicente, a aprovou a deliberação para a transmissão direta das sessões.

A bancada do Movimento para Democracia, diz-se não posicionar contra a transmissão, mas sim, com referência ao procedimento em relação a isso, alegando que as sessões são transmitidas pelos meios de comunicações sociais e as mesmas são abertas ao público para quem quiser assistir.

“Mas temos dúvidas em relação ao enquadramento orçamental e transferências de rúbricas, referentes com despesas com o pessoal”, explicou o deputado municipal, Flávio Lima.

Jean Cruz líder da bancada do PAICV mostra-se ciente da preocupação do MPD em cumprir o orçamento, mas relembra que esta se configura como “despesas de funcionamento”, para Cruz o orçamento não vai ser inflacionado.

E que tendo em conta o momento particular, que se vive esta é também uma forma de prestação de serviço, explicando que os ser transmitido nas redes socais, pode ser assistido em todo o país e na diáspora. E na integra, sem os cortes, feitos na comunicação social, por vezes.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.