SINDPROF exige encerramento das escolas a nível nacional devido ao agravamento dos casos de covid-19

6/05/2021 13:31 - Modificado em 6/05/2021 13:31

O Sindicato Democrático dos Professores (Sindprof), exige ao Governo o encerramento das escolas a nível nacional, devido ao agravamento dos casos de covid-19 no último mês, apontando que são várias as escolas no país afetadas, com maior incidência na cidade da Praia.

O sindicato que representa os professores salienta que os casos de covid-19 nas escolas são uma realidade e que os números não param de crescer, assegurando estar na posse de informações que dão conta que são várias as escolas no país, em particular na Praia, onde há um “grande registo de infeções”.

Neste sentido, apela às delegações escolares no sentido de reverem esta situação, juntamente com as autoridades sanitárias, visto que muitos dos professores são de “alto risco”, tendo em conta que existe maior facilidade de transmissão comunitária através dos alunos.

“Voltamos a repetir, temos, neste momento, vários professores e alunos infetados, por isso, como temos vindo a defender, a vida está em primeiro lugar. É preciso agirmos antes que seja tarde! Sejamos todos responsáveis!” alerta o sindicato.

A mesma fonte recorda que no ano passado tinha debatido este assunto, na sua página do Facebook, e que muitos foram contra esta posição, mas viu-se depois que “foi uma medida que ajudou imensamente na diminuição dos casos de covid-19”.

“Outrossim, defendemos que já é hora de pensar na vacinação dos nossos professores. Grande parte dos professores acarretam séries problemas de saúde, estando, também, neste momento, em perigo, já que trabalham com dezenas de alunos numa turma” sustenta.

Por fim, na sequência da comunicação feita ontem pelo Presidente da República Jorge Carlos Fonseca, onde deixou em aberto a possibilidade de um novo estado de emergência, o Sindprof pede a sua intervenção no sentido de serem encerradas as escolas e poder-se assim evitar cenários mais graves, manifestando a sua “disponibilidade para cooperar com as delegações escolares e, também, com as autoridades sanitárias e da saúde”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.