Suspensão de exportação da vacina da AstraZeneca pela Índia afetará Cabo Verde

5/05/2021 15:02 - Modificado em 5/05/2021 15:02
| Comentários fechados em Suspensão de exportação da vacina da AstraZeneca pela Índia afetará Cabo Verde

A decisão da Índia de suspender a exportação da vacina da AstraZeneca, devido ao novo surto de covid-19, deverá afetar o nosso país, que já procura outras alternativas para continuar a campanha de vacinação.

O aumento exponencial de casos de Covid-19 na Índia, levou o país a suspender a exportação da vacina da AstraZeneca, o que põe em causa a imunização nalguns países que dependem da COVAX, onde consta Cabo Verde.

De realçar que Cabo Verde recebeu no passado dia 12 de março o primeiro lote de 24 mil vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca, oriundos da Índia, mas está em risco de não receber uma segunda remessa.

Neste momento, o nosso país está a utilizar as vacinas da AstraZeneca e da Pfizer adquiridas no quadro da iniciativa Covax, mas as doses ainda disponíveis são insuficientes para atingir a meta de vacinar 70 por cento da população até final deste ano.

Nesta senda, Cabo Verde está a negociar a aquisição de outras vacinas, como a Sinovac e Sinopharm produzidas na China e a Sputnik V da Rússia, aguardando apenas a aprovação da Organização Mundial de Saúde para poder adquiri-las, como garante a Direção Nacional de Saúde.

Desde que começou a campanha de vacinação no país, até o dia 4 de Maio, mais de 16 mil pessoas já tinham sido recebido a primeira dose da vacina da AstraZeneca ou da Pfizer.

Cerca de 11 mil idosos já receberam a primeira dose da vacina da AstraZeneca e quatro mil e trinta e três profissionais de saúde já foram vacinados.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.