PAICV decide entre Maio e Junho pedido de demissão de Janira Hopffer Almada

2/05/2021 20:04 - Modificado em 2/05/2021 20:04

Na liderança do partido desde de dezembro de 2014, Janira Hopffer Almada, após perder as eleições de 18 Abril, como consequência desses resultados apresentou a sua demissão aos órgãos do PAICV.

É a primeira mulher a liderar o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), depois de Aristides Maria Pereira, Pedro Pires, Aristides Raimundo Lima e José Maria Neves.

Após a sua decisão, o Conselho Nacional do PAICV vai ser convocado, entre Maio e Junho, para uma reunião para analisar o pedido de demissão da presidente do partido, Janira Hopffer Almada, disse João Baptista Pereira.

Segundo o vice-presidente do PAICV, citado pela Inforpress, o pedido de demissão de Janira Hopffer Almada, deve ser apreciado pela Comissão Política Nacional do partido que é o órgão supremo entre os congressos, que também irá agir em conformidade.

“Neste momento, estamos na fase da composição do grupo parlamentar e a Assembleia vai reunir-se pela primeira vez a 19 de Maio, uma vez que a Constituição diz que se deve reunir no vigésimo dia após os resultados definitivos”, disse reiterando que a reunião do Conselho Nacional do PAICV deve acontecer entre Maio e Junho.

A presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Janira Hopffer Almada, anunciou a 18 de Abril que ia pedir a sua demissão da liderança do partido após a derrota nas eleições legislativas.

Há cinco anos, quando perdeu as eleições, Janira Hopffer Almada colocou o cargo à disposição, mas acabou por continuar na liderança.

Foi ministra da Juventude, Emprego e Desenvolvimento dos Recursos Humanos, no segundo mandato do PAICV, nasceu na Cidade da Praia a 27 de Setembro de 1978.

Janira Hopffer Almada é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, tendo realizado uma Pós-Graduação em Direito das Empresas. Hopffer Almada já desempenhou as funções de ministra da Juventude, da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares. Em 2011 foi eleita deputada nacional, mas não exerceu o seu mandato por ter sido chamada para o Governo.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.