Hamrun Spartans de Dodô sagra-se campeão de Malta depois do jejum de 30 anos

9/04/2021 23:51 - Modificado em 9/04/2021 23:52
| Comentários fechados em Hamrun Spartans de Dodô sagra-se campeão de Malta depois do jejum de 30 anos

A equipa do HamrumSpartans onde milita o internacional cabo-verdiano Dodô, foi declarado esta sexta-feira, 09, como novo campeão de Malta, depois das autoridades de saúde se recusaram, esta semana, a suspender a proibição dos desportos competitivos.

Conforme informações veiculadas pela imprensa maltesa, esta é a segunda temporada consecutiva em que o futebol doméstico teve de ser interrompida devido a medidas relacionadas com a pandemia de Covid-19.

Com exatamente 75% da temporada disputada, os novos regulamentos implementados pela MFA após a temporada passada – quando o Floriana foi declarado campeão – significava que a temporada poderia ser encerrada sem ser declarada nula.

O Hamrun Spartans tinha cinco pontos de vantagem sobre o Hibernians – que era o seu único adversário direto  – com sete jogos ainda por disputar.

“Com o apoio financeiro do novo presidente do clube, o magnata imobiliário gozitano Joseph Portelli, os espartanos reuniram uma formidável equipa de jogadores internacionais de Malta e de jogadores estrangeiros de determinado calibre, como o internacional cabo-verdiano Dodô e o antigo avançado do AS Roma Seydou Doumbia” escreve a imprensa maltesa.

Durante a época Dodô marcou 13 golos no campeonato tendo terminado como o terceiro melhor marcador da prova e contabilizou 20 assistências, ou seja, participou de forma direta em 33 golos.

Natural de São Vicente, Dodô Soares é mais um de vários jovens jogadores dados a conhecer à Europa do futebol pelas mãos do Batuque FC. Passaram-se 11 anos desde que trocou as ruas da Ribeira Bote pela aventura no estrangeiro. Hoje, com 30 anos, é o principal destaque do Hamrun Spartans FC de Malta e sonha jogar pelos “Tubarões Azuis”.

O Hamrun perdeu apenas um jogo em 23 – uma derrota por 2 a 0 para o Birkirkara em outubro passado – terminando a temporada com o melhor ataque – 56 golos marcados e melhor defesa conjunta com 20 golos sofridos.

É assim que depois de 30, o último título foi conseguido em 1990/91, o Hamrun Spartans volta a sagrar-se campeão maltês de futebol.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.