Vacina da AstraZeneca com “possível ligação” a casos de coágulos sanguíneos, diz a EMA

7/04/2021 15:48 - Modificado em 7/04/2021 15:48
| Comentários fechados em Vacina da AstraZeneca com “possível ligação” a casos de coágulos sanguíneos, diz a EMA

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) anunciou esta quarta-feira que encontrou uma “possível ligação” entre a vacina da AstraZeneca e os casos “muito raros” de formação de coágulos sanguíneos associada a níveis baixos de plaquetas.

De acordo com a imprensa portuguesa, o Comité de Segurança da EMA (PRAC) concluiu hoje que os coágulos sanguíneos incomuns, associados a níveis baixos de plaquetas, devem ser listados como efeitos secundários muito raros da vacina da AstraZeneca denominada agora de Vaxzevria.

Porém, a agência europeia reitera que os benefícios da vacinação para a prevenção da covid-19 continuam, em termos gerais, a superar os riscos.

A agência alerta, contudo, os profissionais de saúde e os utentes que receberam a vacina a manterem-se conscientes desta possibilidade e pede às pessoas que tenham sido inoculadas com a mesma para procurarem “ajuda médica urgente” caso desenvolvam sintomas relacionados com coágulos sanguíneos ou níveis baixos de plaquetas.

Até ao momento, foram já relatados dezenas de fenómenos tromboembólicos na Europa, com alguns a resultar em morte. No Reino Unido, houve 30 casos e sete mortes num total de cerca de 18,1 milhões de doses administradas até 24 de março. Até 22 de março a EMA registou 62 casos, entre 9,2 milhões de pessoas que tomaram uma dose da vacina da AstraZeneca na União Europeia e ainda na Islândia, Liechtenstein e Noruega.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.