Governo quer reforçar medidas na campanha eleitoral para evitar o agravar da situação

1/04/2021 20:49 - Modificado em 1/04/2021 20:49
| Comentários fechados em Governo quer reforçar medidas na campanha eleitoral para evitar o agravar da situação

O Governo destacou esta quinta-feira, 01, o reforço das medidas de contingência e fiscalização, com foco nas praias balneares e nas campanhas eleitorais de modo a evitar o agravar da situação epidemiológica em Cabo Verde.

Conforme o ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, dentro do quadro do estado de contingência, o Governo decidiu reforçar mais ainda estas medidas, nomeadamente na fiscalização e no cumprimento daquilo que já está estipulado.

Arlindo do Rosário fez estas declarações em conferência de imprensa, para dar a conhecer o resultado da reunião desta tarde do Gabinete de Crise do Governo para fazer o ponto de situação do estado epidemiológico do país.

O mesmo chamou igualmente a atenção da população em geral para evitar as aglomerações, designadamente nas praias balneares e nas campanhas eleitorais que arrancaram hoje em todo o país.

“É possível, de facto, fazer campanhas eleitorais desde que respeitando tudo aquilo que está na Constituição, sem comprometer ou agravar a situação sanitária. Peço uma vez mais, à população e todos os partidos políticos para cumprirem rigorosamente tudo aquilo que já foi imposto pelas autoridades sanitárias, nomeadamente o uso obrigatório de máscaras, distanciamento social e higienização” realçou o ministro.

Arlindo do Rosário, garantiu que o reforço passa por todas as entidades fiscalizadoras, IGAE, Polícia Nacional, Protecção Civil, para que “juntos possam cumprir todas as restrições definidas”.

“Nós acreditamos que se todos estiverem unidos nesta luta, poderemos continuar a controlar a situação, mais concretamente aqui em Santiago, na Praia, e ilha do Sal, onde há uma maior incidência dos casos nos últimos dias” sustentou. De acordo com o ministro, é possível realizar a maior parte das atividades, só que “de maneira diferente”.

Na manhã de hoje, em declarações à imprensa, à margem de um encontro com o ministro da Saúde, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, foi conciso ao afirmar “A mim, parece que não basta tomar medidas e anunciá-las, mas sim que sejam cumpridas por todos. Creio que se justifica aumentar a fiscalização das medidas que são colocadas em vigor”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.