Cabo Verde continua sendo o terceiro país africano da lusofonia com mais mortes e casos de Covid-19

30/03/2021 13:46 - Modificado em 30/03/2021 13:47
| Comentários fechados em Cabo Verde continua sendo o terceiro país africano da lusofonia com mais mortes e casos de Covid-19

O nosso país, com 165 óbitos registados e um acumulado de 17.190 casos, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem à tarde pelo Ministério da Saúde, continua sendo o terceiro país africano da lusofonia com o maior número de óbitos e casos de Covid-19.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana, com os dados disponibilizados hoje, dos países africanos que têm o português como língua oficial, Moçambique ultrapassou Angola no número de mortes tendo agora 769 mortes e 67.292 casos, seguindo-se Angola (534 óbitos e 22.132 casos de infeção), Cabo Verde (165 mortos e 17.190 casos), Guiné Equatorial (102 óbitos e 6.914 casos).

Seguem-se a Guiné-Bissau (61 mortos e 3.634 casos) e São Tomé e Príncipe (34 mortos e 2.215 casos de infeção).

A África Austral continua a ser região mais afetada, registando hoje 1.905.511 infetados e 59.910 mortes associados ao contágio com a doença. Nesta região, a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, regista 1.545.979 casos e 52.710 mortes.

O Norte de África é a segunda zona mais atingida pela pandemia, com 1.238.982 infectados e 35.676 vítimas mortais.

A África Oriental contabiliza 492.818 infeções e 8.908 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infeções é de 431.661 e o de mortes ascende a 5.661. A África Central tem 126.096 casos e 2.083 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 11.914 mortes e 200.739 infetados, seguindo-se Marrocos, com 8.807 óbitos e 494.756 casos. Entre os países mais afetados estão também a Tunísia, com 8.760 óbitos e 251.169 casos, a Argélia, com 3.084 mortos e 116.854 infetados, e a Etiópia, com 2.825 vítimas mortais e 202.545 infeções.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.