Estrelas de Cabo Verde realizam espetáculo de dança em comemoração do Dia da Mulher Cabo-verdiana

23/03/2021 21:11 - Modificado em 23/03/2021 21:11

O Grupo de Dança Estrelas de Cabo Verde, da ilha de São Vicente, no âmbito do dia das Mulheres Cabo-verdianas, organiza um espetáculo de dança “Movimento em Acção”, no dia 28 de março, no Centro Cultural do Mindelo.

Este é o primeiro espectáculo, que o grupo promove após o inicio da pandemia da Covid-19. Este é um espectáculo que está enquadrado dentro do plano de actividades da Associação, bem como nas actividades comemorativas do 32º aniversário do grupo que é o mais antigo de São Vicente e que nos últimos anos tem promovido concursos para reacender o gosto pela dança tradicional na ilha.

O evento acontece no dia 28 de Março, devido a indisponibilidade da sala de espectáculos do Centro Cultural do Mindelo a 27 de Março, Dia da Mulher Cabo-verdiana.

“Devido a pandemia da Covid-19 que abalou a todos e que parou os mais diversos sectores, programamos no nosso plano de atividades, neste mês de março Dia da Mulher Cabo-verdiana, para não deixá-lo passar em branco”, explica em entrevista Natal Maurício, que considera que vai ser uma “atividade bem feita para as mulheres cabo-verdianas”.

Um espectáculo “Movimento em Acção”, que conforme explica o promotor desta iniciativa não tem nada a ver com os concursos realizados.

O concurso, a 6ª edição de “Dançar Cabo Verde”, segundo Natal Maurício é a segunda actividade do Plano de actividade do grupo, cujas inscrições iniciam em Abril, terá duas fases, nos dias 24 de abril e 01 de maio. A final será no dia 08 de maio, revela Natal Maurício.

Este concurso surgiu, relembra a mesma fonte com o objectivo de incentivar as pessoas, principalmente a juventude, a aderir mais às danças tradicionais, e portanto devem dançar Morna, Mazurca, Funaná, ColáSanjon e Coladeira.

Sobre a continuidade do projecto, Natal Maurício, quer a sua continuidade, no entanto, diz que existem muitos obstáculos pelo caminho e que isso depende do futuro e interesse das pessoas em participar.

O Estrelas de Cabo Verde vai completar em agosto 32 anos de existência. E tem-se mantido sobretudo porque temos a escola Sorriso da Criança que ‘alimenta’ o grupo com os seus bailarinos. “A dança é como o futebol. Temos sempre que ter suplentes assim, sempre que alguém sair por algum motivo temos sempre reservas”, diz Natal Maurício.

Elvis Carvalho

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.