Cartão de residência em Portugal impede Papalele de se deslocar a Cabo Verde

23/03/2021 14:49 - Modificado em 23/03/2021 14:49

O empresário do jogador internacional cabo-verdiano Papalele esclarece, que o cartão de residência em Portugal foi o principal motivo que impediu o atleta de viajar para Cabo Verde, para representar a seleção nacional.

Pedro Silva fez este esclarecimento através de um comunicado, na sequência de rumores e contradições veiculados, visto que questões burocráticas institucionais em solo português impediram o jogador de se deslocar a Cabo Verde para os dois últimos jogos de qualificação para o CAN.

O mesmo clarifica que a Leixões Sad “tudo fez” para que fosse possível junto das instituições de direito, uma vez que os serviços estão com “muitas restrições devido a pandemia”. “O atleta só poderá ser recebido no próximo mês em agendamento já efetuado, só aí lhe será atribuído o cartão de residente e poderá assim viajar sem qualquer tipo de restrição” vinca.

Neste sentido, Pedro Silva agradece a confiança depositada em Papalele, tanto pela Federação Cabo Verdiana de Futebol e seu selecionador Bubista. “Agradecemos a confiança depositada, certos que o futuro nos trará novas oportunidades, continuaremos o trabalho com foco e dedicação” conclui.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.