Governo lança pacote de resposta à crise da Covid-19 e retoma do setor do Turismo em Cabo Verde

22/03/2021 21:06 - Modificado em 22/03/2021 21:06

Um programa de apoio à competitividade na Africa Ocidental, Cabo Verde, que visa mitigar o impacto socioeconómico da pandemia de Covid-19 para os atores económicos mais vulneráveis (trabalhadores informais e REMPE) e apoiar a recuperaçãodo setor de turismo.

O mesmo resulta da Parceria entre a EU/PNUD, e conta com o financiamento da União Europeia em 4.930.000,00 euros, administrados diretamente pelo PNUD e executado com o Governo de Cabo Verde.

A Cidade da Praia acolhe quarta-feira, 24, o ato de lançamento de um pacote formativo de “Resposta à crise da Covid-19 e retoma do setor do Turismo em Cabo Verde” no âmbito do projeto de apoio à competitividade na Africa Ocidental, decorrente em Cabo Verde.

O pacote formativo contempla a formação de mais de mil profissionais ligados ao setor do Turismo, nomeadamente guias turísticos, agentes de agências de viagens, condutores de táxis e hiaces e, ainda, agentes da Polícia de Fronteiras, staff dos aeroportos e guardas municipais e chefias intermédias de pequenas e médias unidades hoteleiras.

Tendo em conta o conhecimento limitado das questões financeiras por parte dos operadores e intervenientes no sector do turismo, está igualmente previsto uma ação de formação em literacia financeira. Estas formações terão lugar entre março e junho e abrangerão operadores das nove ilhas habitadas do país.

O projeto foi adaptado para proporcionar a recuperação do setor do turismo nacional através do pagamento das prestações do rendimento solidário, a capacitação de atores-chave e o aumento da competitividade das Médias, Pequenas e Micro Empresas por meio da certificação de qualidade e da integração da cadeia de abastecimento. Sobre o programa de apoio à competitividade na África Ocidental – Cabo Verde “Resposta à crise da Covid-19 e recuperação do setor do Turismo em Cabo Verde” em 2020, o projeto contemplou o financiamento do rendimento solidário a mais de 24,000 trabalhadores.

Em 2021 vai contemplar a capacitação de 243 guias de todas as ilhas; 600 taxistas e condutores de hiace, em 7 ilhas; agentes das agências de viagens; 132 agentes da Polícia de Fronteiras, 80 staffs dos aeroportos nas ilhas de São Vicente, Sal, Boavista e Santiago; 60 guardas municipais; 100 chefias intermedias de pequenas e medias unidades hoteleiras de cinco ilhas; e ainda uma certificação de qualidade e da integração da cadeia de abastecimento para as Médias, Pequenas e Microempresas.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.