Nelson Lopes garante que está na lista do PAICV como representante da sociedade civil mindelense

17/03/2021 17:49 - Modificado em 17/03/2021 17:49
| Comentários fechados em Nelson Lopes garante que está na lista do PAICV como representante da sociedade civil mindelense

O presidente do Movimento Independente Más Soncente (MIMS), Nelson Lopes, esclareceu esta quarta-feira, 17, que aceitou o convite do PAICV para integrar a lista deste partido para o círculo eleitoral de S. Vicente, na terceira posição, por entender que as suas propostas são “mais favoráveis para o desenvolvimento de São Vicente”.

Em conferência de imprensa realizada na manhã de hoje na cidade do Mindelo, Nelson Lopes assegura que recebeu convite de quase todos os partidos políticos que concorrem às próximas eleições de 18 de Abril, entre os quais o MPD (poder), mas que optou por abraçar as propostas do PAICV, para que São Vicente tenha “mais desenvolvimento, mas acima de tudo com mais equilíbrio entre as regiões e por isso menos desigualdade, menos pobreza e mais oportunidades para todos.”

Lopes garantiu que propostas que envolvem os sectores dos transportes aéreos e marítimos, saúde e emprego foram cruciais para aceitar o convite do PAICV.

“Integro a lista do PAICV para as eleições legislativas na qualidade de independente e representante da sociedade civil mindelense, numa posição fortemente elegível, para que haja também um representante do movimento na Assembleia Nacional” clarificou.

Para Nelson Lopes, se o MIMS pode influenciar “positivamente decisões políticas” que vierem a ser tomadas no âmbito do concelho, no quadro do mandato concedido pelos são-vicentinos nas últimas eleições autárquicas, “não é menos verdade que poderemos influenciar ainda mais, se estivermos num lugar cimeiro da arena política nacional”.

Neste sentido, aponta que o MIMS se encontra “profundamente motivado, mobilizado e energizado” para socializar com a população as ideias, os projetos e as razões que movem este movimento, para que a ilha tenha um representante da sociedade civil no parlamento nacional.

É com base nestas ideias que Nelson Lopes pede a mobilização da população em geral neste projeto a “bem de São Vicente e de Cabo Verde”.

“Esta é mais uma forma de continuar a lutar por São Vicente. O Movimento Más Soncent veio para ficar e sempre dissemos, por isso, nunca vai diluir, porque estou numa outra lista. Esta é uma coligação porque a lei não permite que o MIMS participe nas legislativas” vincou.  

“A essência deste movimento é lutar por um Cabo Verde mais equilibrado, para que tenhamos uma região valorizada, visto que durante dos últimos cinco anos não o foi. Representar o povo no parlamento é uma enorme responsabilidade. Estou aqui para assumir este compromisso” concluiu.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.