Defesa vai recorrer para o Tribunal Constitucional contra decisão do STJ de extraditar Alex Saab

17/03/2021 17:12 - Modificado em 17/03/2021 17:12

A defesa de Alex Saab acaba de emitir um breve comunicado, chegado há momentos ao conhecimento do NN, em que dá conta da sua discordância quanto à decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de autorizar a extradição do enviado especial do Governo venezuelano para os Estados Unidos, e garante que vai recorrer da deliberação para o Tribunal Constitucional (TC), última instância da justiça cabo-verdiana.

Preso no dia 12 de Junho de 2020 e detido desde então na ilha do Sal, Alex Saab tem mantido uma luta judicial intensa, através de um importante consórcio de advogados dentro e fora do país, para evitar a extradição, tendo agora sofrido a segunda derrota com este acórdão do STJ, que confirma uma primeira decisão favorável à extradição emitida pelo Tribunal da Relação de Barlavento.

“Fomos hoje notificados da decisão do Supremo Tribunal de Justiça de Cabo Verde, relativa ao processo de extradição em curso contra o embaixador e Enviado Especial Alex Saab”, informa o comunicado, indicando que a defesa “está, atualmente, a estudar a decisão”, prometendo, para mais tarde, emitir “uma declaração mais substancial.

“Entretanto, podemos afirmar que apresentaremos um recurso ao Tribunal Constitucional e reafirmamos a nossa confiança de que o embaixador [Alex] Saab será libertado”, indicaram os advogados de defesa do empresário, chefiados por José Manuel Pinto Monteiro.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.