Legislativas 2021: UCID mostra-se preocupada com ajuntamento de pessoas durante a campanha eleitoral – c/vídeo

17/03/2021 16:23 - Modificado em 17/03/2021 16:24

A precisamente um mês da data das eleições legislativas 2021, 17 Abril, a União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), preocupada com a expansão e circulação do vírus da Covid-19 no país, estranha o silêncio “profundo das principais instituições da República com responsabilidade nesta matéria”, de tudo fazer para controlo e contenção do vírus.

Em conferência de imprensa em São Vicente, o vice-presidente desta força politica aponta as suas “baterias” para as autoridades sanitárias do país, bem como para a Comissão Nacional de Eleições, que até ao momento ainda não se pronunciou, perante as possíveis aglomerações de pessoas nas atividades de campanha eleitoral para as eleições de abril de 2021.

João Santos Luís acusa o PAICV e o MpD de estarem a “ensaiar” a realização de festas comícios ao longo da campanha, numa atitude que considera de descaso para a saúde pública tendo em conta a situação pandémica na ilha, lembrando, no entanto, que a ilha de São Vicente optou por não realizar o regional de futebol, exatamente para evitar ainda mais a propagação da doença e não colocar em risco a vida das pessoas.

Para João Santos Luís, a realização destes eventos vai contra aquilo que o governo, as forças políticas e as autoridades sanitárias têm propalado ao longo de um ano de pandemia.

Refere ainda que não deveria ser preciso nenhuma regra de conduta, para que os partidos e quem está na frente deles, tivesse o discernimento de não proporcionar a aglomeração de pessoas e que na ausência deste pensamento de proteção das pessoas, as entidades responsáveis devem-se levantar e pôr cobro a esta situação, que pode influenciar ainda mais o número de casos no país.

Elvis Carvalho

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.