AAVT preocupada com situação de indisponibilidade de voos domésticos a partir de 01 e abril

16/03/2021 23:09 - Modificado em 16/03/2021 23:09

A Associação das Agências de Viagens e Turismo de Cabo Verde, AAVT, mostra-se preocupada com a indisponibilidade de voos da Transporte Interilhas de Cabo Verde (TICV) no sistema GDS de vendas de passagens aéreas, a partir do dia 01 de abril, sem uma explicação plausível dos responsáveis.

Para o presidente da AAVT tratar-se-á de uma situação inusitada e que, sobretudo nestes tempos difíceis para a aviação civil, vem acrescer ainda mais as dificuldades económicas sentidas pelas agências de viagens nacionais.

Mário Sanches diz que, neste sentido torna-se quase “impossível a planificação e venda antecipada de passagens áreas, inclusive, a nível internacional, já que os emigrantes e outros passageiros da diáspora recusam-se a adquirir passagens aéreas para Cabo Verde, sem garantia de ligações internas aéreas às diferentes ilhas”.

O representante máximo desta associação aponta ainda as dificuldades acrescidas que tal situação acarreta para as agências associadas, “numa altura em que a sobrevivência dos nossos negócios está por um fio, com a crise global, resultado do COVID-19”.

E a agravar a situação, refere que os contatos estabelecidos com as entidades competentes não resultaram em nenhum cabal esclarecimento, estando as agências de viagens nacionais em completo escuro sobre as causas e, mais importante, as soluções e prazos para a resolução definitiva do problema.

Daí que insta a quem de direito a tudo fazerem para a resolução imediata desta questão, por forma a evitar mais danos às agências de viagens e que “poderão revelar-se irreparáveis com o agravar da situação crítica com que nos deparamos, de momento.”

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.