Partidos políticos congratulam-se com a chegada das primeiras doses da vacina AstraZeneca ao país

12/03/2021 15:20 - Modificado em 12/03/2021 15:20

Os partidos políticos com assento parlamentar, congratularam-se hoje com a chegada das primeiras vacinas AstraZeneca a Cabo Verde, que servirão para imunizar 24 mil pessoas nesta primeira fase.

O mote foi dado pela líder da bancada parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD, poder), Joana Rosa, que considerou que o “momento é de alegria” para a Nação, destacando todo o trabalho feito pelo Governo na materialização do processo.

“Estávamos cientes de que a vacina chegaria ao País, devido àquilo que temos visto em relação à tranquilidade do Governo em lidar com o dossiê covid-19, desde a primeira hora” sustentou.

“Várias medidas foram tomadas com a entrada do vírus no arquipélago, como forma de evitar perdas de vidas humanas, e a chegada destas vacinas e com aquilo que é o plano de vacinação, Cabo Verde irá livrar-se desse mal. Enaltecer também o grande trabalho que o Governo e as autoridades sanitárias do País fizeram. Ainda bem que a vacina chegou, um alívio para a Nação”, frisou.

Já o presidente da União Cabo-verdiana Independente Democrática (UCID, oposição), António Monteiro mostrou-se também satisfeito com a chegada das doses da vacina para se iniciar a vacinação e o País a ter “as melhores condições” para poder enfrentar a pandemia.

“A UCID agradece ao Governo e aos organismos internacionais que tudo fizeram para que a vacina chegasse a Cabo Verde”, salientou.

Por sua vez, a deputada do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) Ana Paula Santos disse que a sua bancada congratula-se com a chegada das primeiras doses da vacina contra a covid-19, no entanto, assinalou, Cabo Verde “é um dos últimos países da CEDEAO e PALOP a conseguir tal feito”.

“O que nos preocupa, pois esta demora implica a retoma da atividade turística e a perda da competitividade em relação a outros países que têm o turismo como principal atividade” esclareceu.

A deputada referiu que o Governo deve “intensificar” os passos para dotar o País do número de vacinas necessário para ultrapassar as metas anunciadas no plano de vacinação e assim conseguir a imunidade do grupo.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.