ONU vai ajudar a formar inspetores da IGAE

11/03/2021 21:18 - Modificado em 11/03/2021 21:19

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) vai apoiar a Inspeção-Geral das Atividades Económicas (IGAE) de Cabo Verde na formação dos seus inspetores, uma necessidade considerada urgente neste momento, disse hoje fonte oficial.

“Neste momento nós estamos a preparar um plano para atingir as metas e com instrumentos de que nós precisamos, e o PNUD está na disposição de nos ajudar. Isso já é um bom início porque os nossos inspetores neste momento precisam e muito de formação”, disse à agência Lusa o inspetor-geral da IGAE, Paulo Monteiro.

O responsável avançou que apresentou essa necessidade ao especialista regional do programa da ONU de luta contra a lavagem de capitais, Kodjo Attisco, que recentemente esteve de visita à instituição.

“Chegamos a um acordo no sentido de nos ajudar, com todos os equipamentos informáticos, equipamentos de transporte e formação”, prosseguiu Paulo Monteiro, dizendo que a prioridade será dada à formação.

“A manta é curta e às vezes temos de tentar arranjar cooperação com outras entidades internacionais que poderão nos ajudar e muito. E como nós somos uma instituição de fiscalização é muito mais fácil a cooperação nessa área”, mostrou.

Paulo Monteiro, que é quadro da Inspeção Geral das Finanças e formado em Auditoria, Contabilidade e Administração, disse que a IGAE vai agora apresentar um projeto concreto ao PNUD.

“Não é pedir por pedir, é pedir para atingir objetivos. Estamos a preparar-nos para o futuro e essa ajuda será muito benéfica para a IGAE”, apontou.

Além do PNUD, o inspetor-geral disse que a IGAE tem muita cooperação, sobretudo no âmbito da CPLP, o que ficou mais evidente durante a VI reunião do Fórum das Inspeções Económicas e de Segurança Alimentar dos Países de Língua Oficial Portuguesa (FISAAE), realizado no país no início do mês.

Paulo Monteiro tomou posse a 26 de novembro de 2020 como novo inspetor-geral da IGAE, em substituição de Elisângelo Monteiro.

Na altura, disse que um dos três pilares da sua gestão ia ser “restabelecer rapidamente” a confiança junto dos operadores económicos do país e apontou a necessidade de reforçar a instituição com meios técnicos, tecnológicos e os recursos humanos mais capacitados, para cumprir com eficácia, eficiência e efetividade a sua missão.

A IGAE é o órgão da Polícia Criminal de Cabo Verde encarregue de promover ações preventivas e repressivas em matéria de infrações antieconómicas e contra a saúde pública.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.