Sal: Incêndio criminoso no Jardim e Centro Comunitário de Terra Boa leva direção a pedir justiça e clama por solidariedade dos órgãos governamentais

9/03/2021 16:13 - Modificado em 9/03/2021 16:13

O incêndio que aconteceu na madrugada de sexta-feira, 05, de março no Jardim e Centro Comunitário de Terra Boa, Sal, pode ter motivos de vingança na sua origem, por a instituição denunciar casos de abuso sexual de menores.

Através de uma nota de imprensa enviada ao Notícias do Norte, a direção do Centro Comunitário Terra Boa e Alto Santa Cruz pede justiça ao incêndio que considera criminoso e tentativa de homicídio contra o guarda.

A mesma fonte assegura que remonta ao dia 07 de novembro de 2020 quando sofreram o primeiro incêndio criminoso no escritório e sala de crianças de 4 anos do jardim. “Tanto a Polícia Nacional como a Polícia Judiciaria foram chamados em ambos os atentados e foram prestadas queixas nas mesmas” enaltece.

“Até o dia de hoje o Centro Comunitário Terra Boa e Alto Santa Cruz não recebeu nenhum sinal de solidariedade da Câmara Municipal do Sal, do Governo de Cabo Verde ou de órgãos governamentais como ou ICCA etc” lamenta a direção.

Nesta senda, a mesma fonte garante que sente “medo pela vida” dos guardas e funcionários que trabalham na direção e administração da instituição.

“Exigimos que os atentados sejam investigados rapidamente. Temos 100 crianças do jardim-de-infância e mais 140 crianças do centro juvenil. Estas crianças são todas de famílias vulneráveis” reforça.

“Tendo em vista que temos alguns projetos que são financiados”, pelo que têm a obrigação de prestar contas a instituição frisa que pretende “trabalhar provisoriamente com os alunos que estão inscritos nos projetos”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.