PTS concorre em São Vicente e em mais cinco círculos eleitorais

4/03/2021 22:35 - Modificado em 4/03/2021 22:35

Em congresso na cidade da Praia, o PTS anunciou que vai concorrer em seis círculos eleitorais nas legislativas de 18 de abril, com órgãos totalmente reestruturados.

Depois da polémica sobre a liderança do Partido do Trabalho e Solidariedade (PTS), Gilson Alves, eleito no congresso de abril de 2018, esta quinta-feira, o Tribunal Constitucional (TC) confirmou que, de facto, José Augusto Fernandes é o presidente legítimo do partido e que o congresso de 2018 foi ilegal.

Os círculos eleitorais de Santiago Sul, Santiago Norte, São Vicente e os três da diáspora, designadamente Europa, América e África são os distritos eleitorais onde o PTS pretende concorrer às próximas legislativas.

À imprensa, o vice-presidente da mesa do Congresso e cabeça de lista por Santiago Sul, Carlos Manuel Lopes, popularmente conhecido por “Romeu di Lurdes”, disse que o Congresso do PTS tem o objetivo principal de reestruturar o partido no sentido da criação do seu órgão fundamental para aprovação de listas para as próximas eleições legislativas.

Romeu di Lurdes explicou que o PTS vai trabalhar fortemente na reestruturação do partido, principalmente, na lógica de montar uma estratégia de campanha, de modo a sensibilizar e convencer os eleitores a votarem nas lista apresentadas por este partido nas próximas eleições para a Assembleia Nacional.

“O nosso foco está bem claro, que a nossa mensagem chegue às pessoas, para que possamos promover uma Assembleia Nacional mais equilibrada, mais representativa e com presença jovem”, realçou.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.