Fibra óptica: Cabo submarino EllaLink começa a ser instalado dia 18 fevereiro

17/02/2021 16:04 - Modificado em 17/02/2021 16:04
| Comentários fechados em Fibra óptica: Cabo submarino EllaLink começa a ser instalado dia 18 fevereiro

Os trabalhos de instalação do cabo submarino arrancam esta quinta-feira, 18, na Praia do Portinho, em Achada Grande Trás. O barco CS Ile de Sein, proveniente da Europa, chegou a Cabo Verde esta semana.

A operadora de telecomunicações Cabo Verde Telecom lançou em agosto passado, na cidade da Praia, a construção do terminal do cabo submarino para ligar à Europa e América Latina, projecto considerado estruturante para transformar o país numa plataforma digital

O cabo liga os centros de dados de Madrid, Lisboa, Marseille, Fortaleza e São Paulo, e irá fornecer conectividade submarina expressa e oferecer ainda o primeiro par de fibras directa entre os dois continentes.

O Sistema EllaLink é um cabo submarino de fibra ótica de última geração, projetado para atender à demanda de tráfego entre a Europa e a América Latina, com possibilidade de inclusão do tráfego da região da CEDEAO, a partir de Cabo Verde.

Com esta nova conectividade, o país terá maior diversidade e resiliência dentro da infra-estrutura de telecomunicações, bem como acesso à capacidade que contribuirá para a rápida evolução do crescimento da Internet e dados 5G na região.

Segundo um comunicado da empresa a “chegada do cabo EllaLink resultará em melhorias para todas as plataformas de telecomunicações, bem como para os serviços na Cloud, todos os tipos de negócios digitais e ainda a indústria de gaming. A rede EllaLink irá estender-se por todo o Brasil a partir da região do Ceará, conectando os pontos principais em São Paulo e Rio de Janeiro. Na Europa, a EllaLink oferece ligações seguras a Data Centers em Lisboa, Madrid e Marselha, em conjunto com os seus parceiros Equinix e Interxion. EllaLink ligará também a ilha da Madeira e Cabo Verde, tendo já em vista outros potenciais pontos de ligação com Mauritânia, Marrocos e nas Ilhas Canárias”.

No que respeita a Cabo Verde, esta nova ligação permitirá aumentar a capacidade do país na área das telecomunicações e do fornecimento de serviços de internet e é um passo decisivo para instalação de um serviço de 5G e cloud computing.

Recorde-se que este projeto está orçado em 30 milhões de dólares, tem um financiamento do Banco Europeu de Investimento (BEI),  no montante de 25 milhões de dólares, com o aval do Governo de Cabo Verde.

De frisar ainda que por detrás deste ato, de grande importância para o desenvolvimento das comunicações em Cabo Verde, está um leque muito valioso de oportunidades em matéria de conetividade, mobilidade e integração.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.