Jovens desafiam covid-19 nas zonas periféricas de São Vicente

12/02/2021 00:16 - Modificado em 12/02/2021 00:17

Nas zonas periféricas de São Vicente, ilha que se encontra em estado de calamidade, por ser nesta altura um dos focos de contágios da covid-19, nota-se uma flagrante falta de zelo e desobediência quanto as medidas de prevenção emanadas pelas autoridades sanitárias, como o distanciamento social e o uso obrigatório de máscaras.

O encontro entre amigos na porta de casa ou nas ‘pontas’, o passeio de bicicleta e o futebol do fim de tarde acontecem normalmente em alguns pontos da ilha, como se o coronavírus não estivesse circulando por aí.

A exposição de jovens ao risco covid-19 é frequente, das primeiras horas do dia até o fim de tarde. Mesmo sabendo dos perigos, adolescentes escolhem desafiar a pandemia, o que tem aumentado o número de casos da doença na ilha, pese embora a diminuição por estes dias dos casos ativos.

O Notícias do Norte, esteve em algumas zonas mais afastadas do centro da cidade, muitas vezes se tem ignorado o coronavírus. No entanto, o receio de possíveis abordagens da Polícia Nacional e a saúde são comentados entre os grupos de amigos, mas pouco levado em consideração, quando instados sobre o porque de não estarem a usar máscara de protecção individual e cumprir o distanciamento físico recomendado.

O uso de máscara, que é obrigatório, não é concordância na hora de sair e encontrar amigos, praticar desportos ou entretenimento. Aglomerações ocorrem, inclusive para fazer festas, como relatos que nos chegaram de vários pontos da ilha.

“O costume de andar sem máscaras na nossa zona é normal. Não tenho receio nenhum em sair de casa sem ela. Uso somente quando vou comprar algo, porque não nos deixam entrar sem ela nas lojas. Entre amigos não é hábito usar porque não tem piada nenhuma” afirma o jovem Carlos Lopes da localidade de Cruz João Évora, que estava inserido num grupo de jovens sem máscaras e sem distanciamento social no momento da nossa abordagem.

De realçar que conforme o Delegado de Saúde da ilha, o incumprimento de regras sanitárias, fez com que São Vicente tivesse casos positivos em todas as zonas e com focos maioritariamente em grupos familiares e de amigos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.